MotoGP in the Media

MCN - Ducati espande presença no MotoGP™ a seis motos

Segunda, 21 Julho 2014

Matthew Birt, da MCN, relata que a Ducati vai ter seis máquinas na grelha do Campeonato do Mundo de MotoGP™ de 2015 com a Avintia Racing a ser dada como a formação que vai passar a correr com maquinaria da fábrica de Bolonha no próximo ano.
 
A Avintia corre actualmente com a Kawasaki ZX-10R na categoria rainha, mas a MCN relata que a equipa vai rodar com a mais recente versão de fábrica da GP14 Desmosedici em 2015.
 
O Director de Projecto de MotoGP da Ducati, Paolo Ciabatti, é citado pelo britânico dizendo: “A base das motos para a Avintia será a mais recente maquinaria da nossa formação oficial após uma evolução que chegará em Indianápolis, ou em Brno. É uma boa oportunidade para a Ducati e para a Avintia. Como temos visto este ano com o Yonny Hernández, ele tem conseguido boas coisas com a moto de 2013, pelo que a versão de 2014 pode rodar ainda melhor.”

Marca: Aprilia regressa ao MotoGP™ em 2015 com Álvaro Bautista

Sábado, 19 Julho 2014

Segundo a edição online do desportivo Marca, a Aprilia tem quase decidido antecipar a entrada no MotoGP™. Inicialmente a marca ia entrar em 2016, coincidindo com as várias alterações na categoria rainha, mas considerou que o melhor é chegar antes para começar a adiantar o processo e mostrar competitividade o mais depressa possível.
 
Assim, têm já muito adiantada uma moto com caixa seamless e motor de válvula pneumática montados na base da ART pilotada no ano passado por Aleix Espargaró.
 
O piloto escolhido é Álvaro Bautista, que foi Campeão de 125cc com a Aprilia em 2006 e que evoluiu as montadas de 125cc e 250cc até subir ao MotoGP. Apesar de Álvaro também ter uma boa oferta da Apesar para rodar com uma Honda Open, o agente do espanhol já avançou o tema na Alemanha e sabe-se também que deverá ter como colega de equipa Eugene Laverty, piloto Suzuki nas Superbikes.

Rossi sente que pode correr até aos 40

Sábado, 19 Julho 2014

Numa entrevista exclusiva com Dennis Noyes, da Telecinco, levada a cabo pela Cycleworld, o nove vezes Campeão do Mundo Valentino Rossi afirmou que acredita conseguir correr ao mais alto nível do motociclista até aos 40 anos.
 
O italiano de 35 anos renovou recentemente com a Movistar Yamaha MotoGP para rodar com a formação pelo menos até 2016 e disse a Noyes: “Há dez anos tinha de demonstrar mais e estava mais ansioso e especialmente sob mais pressão. Agora já demonstrei o que queria demonstrar a todos e estou mais tranquilo. Mas neste desporto estar muito tranquilo não é bom. Tenho de ter um pouco mais de vontade de ganhar e mostrar que posso estar na frente.”
 
Rossi acrescentou ainda: “O Marc Márquez feu mais um passo e é muito difícil, mas estar contente e divertir-me é importante. Penso que, para o corpo, rodar de moto no limite é possível até aos 40 anos.”

Speedweek.com: Viñales assina contrato de três anos com a Suzuki

Sexta, 18 Julho 2014

De acordo com a publicação germânica Speedweek.com, o estreante da Moto2™ Maverick Viñales assinou contrato de três anos para se juntar à Suzuki MotoGP™. O segundo lugar da formação alegadamente ainda não foi preenchido, mas o mesmo artigo coloca de fora Andrea Dovizioso, que já terá renovado pela Ducati.

Telegraph – Newey: "Os pilotos do MotoGP são sobre-humanos"

Quinta, 10 Julho 2014

Num artigo e entrevista de fundo com o projectista de carros de F1 Adrian Newey no The Telegraph, o engenheiro britânico descreve os pilotos de MotoGP™ como sobre-humanos.
 
No artigo recentemente publicado e com o título “Adrian Newey; O magnífico e as suas máquinas voadoras”, o jornal inglês afirma que os carros de corridas de Newey dominaram a Fórmula 1 nos últimos 25 anos e viram-no ser descrito como estando “perto de genialidade.”
 
O jornalista Michael Harvey cita Newey dizendo: “Se acompanhamos um desporto – não importa qual – queremos ficar com a sensação que aqueles tipos são especais. Se virmos o MotoGP pensamos que aqueles tipos são sobre-humanos. Neste momento não se tem isso com os actuais carros de F1.”

Sport-Bike: Aegerter sonha com uma Forward Yamaha para 2015

Quinta, 03 Julho 2014

Imerso na preparação das 8 Horas de Suzuka, o piloto suíço da Moto2™ Dominique Aegerter declarou à revista gaulesa Sport-Bike que, com 23 anos, considera que é chegado o momento de trocar de categoria.
 
Aegerter, que participar nu Mundial desde 2007, já teve a oportunidade de pilotar uma máquina de MotoGP™ (uma Avintia), nos testes que se seguiram ao GP da Catalunha. “Espero poder testar outras motos para continuar a aprender tudo o que tem a ver com pneus, travões e potência. Adoraria experimentar a Forward Yamaha, uma moto com que o Espargaró disputou o pódio com o Pedrosa em Assen.”
 
Consciente de as motos oficiais, ou satélite, estão, de momento, fora do seu alcance, o suíço considera a possibilidade de ocupar o lugar que Edwards deixará vago na NGM Forward Racing no final da época. Aegerter que “acabar este ano entre os três primeiros da Moto2™ e depois passar para o MotoGP™. Veremos que opções teremos, mas se não conseguir uma moto competitiva o melhor é continuar na Moto2™.”

Speedweek – Bradl pode regressar à Moto2™

Quinta, 03 Julho 2014

De acordo com a publicação alemã speedweek.com, Stefan Bradl poderá considerar um regresso à Moto2™ em 2015 caso não encontre a oferta certa para ficar na categoria rainha.
 
“A minha prioridade é continuar com a Honda e a LCR,” disse Bradl à Speedweek. “Mas se não conseguir material de topo no MotoGP tenho de considerar o regresso à Moto2 por um ano. O (Mika) Kallio voltou do MOtoGP e está a vencer corrida, o Toni Elías ganhou o título de Moto2 no seu primeiro ano na classe depois de voltar do MotoGP.”
 
Enquanto isso, a Speedweek relata também que Bradl ainda não tem qualquer oferta na mesa por parte da LCR Honda ou da HRC, mas citou Lucio Cecchinello dizendo: “Quero continuar com o Stefan porque queremos aprofundar o nosso projecto com um piloto de MotoGP de topo do Norte da Europa e estamos convictos que ele ainda não mostrou todo o seu potencial.”

Motorsport-total.com: Kalex sem motores KTM em 2015

Quarta, 02 Julho 2014

A publicação motorsport-total.com relata que o responsável do departamento de competição da KTM, Pit Beirer, informou as duas equipas e o patrão da Kalex, Alex Baumgärtel, que a partir de 2015 deixarão de fornecer motores cliente – vendendo apenas o pacote completo da moto. Alegadamente, Baumgärtel recebeu bem a notícia e insistiu que vão continuar a apoiar as suas formações até ao final da época. Em 2015 o limite de rotações dos motores no Campeonato do Mundo de Moto3™ passa a ser de 13.500 rpm. Isto não significa necessariamente que a Kalex desapareça por completo da Moto3™, já que ainda estará presente em campeonatos nacionais.

Marca: "Pedrosa renova com a Honda"

Terça, 01 Julho 2014

O desportivo espanhola Marca relatou na terça-feira que Dani Pedrosa chegou a acordo com a HRC, o que deverá manter o vencedor de Grandes Prémios com a Repsol Honda Team assim que alguns detalhes forem finalizados.
 
“As bases estão lançadas, dependendo de alguns detalhes que podem significar o ligeiro atraso do anúncio, mas não haverá motivos para quebrar o acordo,” escreve Jaume Martin, da Marca. “O Dani rejeitou ofertas da Suzuki e da Ducati Ele também se manteve atento à situação da Yamaha caso o Jorge Lorenzo não renovasse com eles.”
 
Explicando que a Honda continua a ter em boa conta as prestações e robustez de Pedrosa, a Marca demonstra também outro elemento que pode ter ajudado à decisão. “Há outro factor. A boa relação entre dois catalães (Pedrosa e Márquez) na HRC. Assinar com o Lorenzo talvez fosse uma distracção para Márquez, apesar de ele ter dito publicamente que isso não seria um problema.”

MCN - Manager de Crutchlow em conversas com a Suzuki

Sexta, 27 Junho 2014

Matthew Brit, da MCN, relata que o manager de Cal Crutchlow, Bob Moore, encontrou-se com a direcção da Suzuki, o que liga o britânico a uma possível passagem para a marca nipónica quando esta se prepara para o regresso ao MotoGP™ em 2015.
 
O manager da Suzuki MotoGP, Davide Brivio, disse à MCN: “Falámos com o Cal. É sabido que o Cal tem uma opção para decidir se vai continuar com a Ducati na próxima época, pelo que imagino que antes dele tomar a decisão quererá avaliar alternativas."

Pedrosa fala do regresso da confiança no blog da BT Sport

Quarta, 25 Junho 2014

Dani Pedrosa, da Repsol Honda, iniciou novo blog com a britânica BT Sport e revelou que a sua confiança está a regressar após ter sido operado ao braço.
 
Comentando a sétima ronda em Barcelona, Pedrosa diz: “Podem imaginar quão contente estou com a forma como decorreu a corrida! Mas mais do que apenas felicidade, trata-se de confiança porque vi que o meu braço agora é outra vez meu amigo!”
 
“Na noite de domingo vi a corrida e fez-me lembrar as corridas que via no início dos anos 90 – as grandes lutas entre o Doohan, Schwantz, Rainey, Gardner e Lawson – quatro pilotos na frente desde o início, todos a terminarem e a fazerem grandes ultrapassagens durante toda a corrida; foi muito bom de ver.”

Eurogamer.net: Um jogo feito pelos fãs do MotoGP para fãs do MotoGP

Sexta, 20 Junho 2014

O site líder de notícias sobre vídeo jogos, o Eurogamer.net, atribuiu 8 pontos num total possível de 10 ao novo jogo oficial MotoGP 14, que está agora disponível para Xbox 360®, Windows PC®, PlayStation®3, PlayStation®Vita e PlayStation®4.
 
“Junte-se a total renovação gráfica, a melhoria dos controlos e os modos experimentais e temos nas mãos um jogo de corridas muito mais competitivo que os anteriores (…), isso não significa que é comparável a Márquez em termos de fazer tudo como deve ser, mas se alguma vez existiu um jogo feito pelos fãs do MotoGP para os fãs do MotoGP, este é claramente esse jogo,” lê-se na crítica ao jogo.

Motosprint: "Lorenzo a pensar na Ducati para 2016"

Quarta, 18 Junho 2014

A revista italiana de motociclismo, Motosprint, relata que Jorge Lorenzo pode estar a caminho da Ducati Team para a época de 2016 do MotoGP™. De momento, não há relatos de uma oferta firma por parte da companhia, mas com os rumores que dizem que Lorenzo que está renegociar com a Movistar Yamaha MotoGP a opção de mais um ano (que deverá ir contra os desejos de um acordo de dois anos de Lin Jarvis, da Yamaha). Isto poderá permitir a Lorenzo ficar livre para se juntar à Ducati a partir de 2016, com o bi-Campeão do Mundo da categoria rainha a ter uma relação muito próxima com Gigi Dall’Igna, da Ducati, com quem trabalhou pela primeira vez quando rodou com a Derbi de 125cc.

Speedweek: Bradl ainda sem ofertas para 2015

Terça, 17 Junho 2014

A publicação germânica Speedweek.de citou o piloto da LCR Honda MotoGP, Stefan Bradl, dizendo que ainda não tem ofertas na mesa por parte de qualquer equipa para depois de terminado o actual contrato no final de 2014. Alegadamente, o que o piloto quer é continuar com a LCR, mas compreende que a Honda pode querer trazer sangue novo para as formações satélite. Outras opções podem incluir a Suzuki, já que o construtor nipónico ainda não tem os lugares ocupados. Bradl acredita que tem de esperar que Dani Pedrosa, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso decidam os respectivos futuros antes de poder verdadeiramente considerar as opões que tem. Contudo, o quinto lugar conseguido na Catalunha deverá ser uma ajuda para continuar com a Honda.

Duelo da Catalunha no The Washington Post

Segunda, 16 Junho 2014

Após a emocionante corrida do Grande Prémio Monster Energy da Catalunha, o prestigiado jornal The Washington Post publicou um artigo detalhado sobre a prova.
 
Marc Márquez continuou a dominar a tabela de tempos, vencendo a sétima corrida em sete possíveis este ano, mas só depois de ter lutado arduamente com a dupla da Yamaha, Valentino Rossi e Jorge Lorenzo, bem como com o colega de equipa Dani Pedrosa, com os dois homens da Honda – a lutarem pela 100ª vitória da marca desde a introdução da era das 4-tempos de MotoGP™ nos Grandes Prémios em 2002 – a tocarem-se na última volta.
 
“Disse que era tudo ou nada e arrisquei 100%,” disse Márquez ao jornal, com Pedrosa a acrescentar:
 
“Demos um bom espectáculo. Na última volta quase nos tocámos duas ou três vezes… bem, tocámo-nos mesmo uma vez e quase fui ao chão, mas estou contente porque consegui lutar com o Marc até ao final.”

6cero – Mariñelarena não regressa em 2014

Domingo, 08 Junho 2014

Após o grave acidente que sofreu num teste privado da Moto2™ com a Tech3 em França, no final de Fevereiro, e subsequente processo de reabilitação – que ainda de decorre – o espanhol Alex Mariñelarena anunciou que não vai voltar aos Grandes Prémios esta época.
 
Numa declaração divulgada através dos seus canais nas redes sociais e transmitida depois pelo site 6cero.com, Mariñelarena disse: “Este ano não vou poder voltar a participar no Campeonato do Mundo de Moto2™. Na verdade, nem sequer consegui iniciar a época devido ao grave acidente que sofri e estou a começar a ver que o meu sonho, que estava a começar a tornar-se realidade com o início do meu trabalho na fantástica Tech3 Moto2 Team, desapareceu devido ao processo de reabilitação, que está a levar mais tempo que o esperado, isto de acordo com os resultados e com os meus médicos.”

BT Sport: "Stoner – Estou contente por relaxar"

Quinta, 05 Junho 2014

Casey Stoner insiste que planeou uma “paragem total” para 2014, excepção feita a um teste que poderá fazer pela HRC.
 
“Em termos de MotoGP™, para ser franco não tenho visto muito,” disse Stoner numa entrevista com o canal britânico que transmite o MotoGP™, BT Sport. “Vi algumas coisas e o Marc Márquez está claramente a fazer um bom trabalho na Honda.”
 
“Muitas pessoas perguntam se vou fazer algum teste, mas decidi não fazer nada este ano, vou fazer uma paragem total. Disse ao Nakamoto-san (Vice-Presidente da HRC) e ao Livio (Suppo, Director de Equipa da Repsol Honda Team) que gostaria de fazer um teste com eles – se precisarem de mim – por consideração, porque no ano passado muitos dos dias de testes que contrataram comigo deram em nada por causa do mau tempo, pelo que me sinto algo culpado por ter sido pago sem ter rodado. Veremos o que vai acontecer.”
 
“Caso contrário, planeio ter um Inverno descansado na Austrália. Passo algum tempo com algum do meu pessoal dos V8 quando não estão nas corridas e de forma geral estou apenas a desfrutar de estar em casa com a Ally (filha) e a Adri (mulher). Temos algumas viagens planeadas para o final do ano e em breve teremos de começar a pensar no futuro e no que queremos fazer. Mas por agora estou contente por estar a relaxar e por não ter de viver com uma mala sempre atrás pela primeira vez em muito tempo.”

Speedweek – KTM: "Entrar no MotoGP é um sonho"

Terça, 03 Junho 2014

O Director da KTM Racing Pit Beirer disse a Günther Wiesinger, da speedweek.com, que o sonho do construtor austríaco é regressar à categoria de MotoGP™ no futuro.
 
O anterior envolvimento da marca na categoria rainha foi com o Team Roberts, que chegou ao fim devido a problemas de custos há quase uma década, mas a KTM tem, desde então, desfrutado de grande sucesso na Moto3™. A Speedweek diz que o fabricante europeu pode voltar a entrar no MotoGP um dia, quando o software padrão da centralina ajudar a reduzir os custos.
 
Beirer comenta: “O MotoGP é um sonho para uma companhia do desporto motorizado como a KTM. Mas este passo é muito grande e de momento uma inscrição não é realista. Enfatizo a palavra ‘momento’ porque espero que continuemos a crescer como empresa e também que o departamento de competição se possa desenvolver de forma a podermos pensar nisso um dia.”

Speedweek: Miller pode ir directo para o MotoGP

Segunda, 02 Junho 2014

Günther Wiesinger, da Speedweek, escreveu que o líder do Campeonato do Mundo de Moto3™ Jack Miller pode rumar directamente da categoria mais baixa para o MotoGP™ em 2015 se o piloto obtiver a oferta certa.
 
Wiesinger escreve que o piloto da Red Bull KTM Ajo até já tem uma proposta da Honda Racing Corporation. O artigo afirma também que “Miller e o seu manager pessoal Aki Ajo vão avaliar as ofertas ao longo das próximas semanas e meses.”
 
Questionado sobre se aceitaria o desafio da categoria rainha sem primeiro passar pela Moto2™, Miller disse a Wiesinger: “Se conseguisse um contrato de longo prazo fazia-o. Se tiver a oferta certa em cima da mesa, com uma moto decente, posso aceitar o desafio, creio. Mesmo que fosse uma moto da classe Open, com a qual posso usar discos de carbono e ter bons pneus. Mas tem de ser um contrato de longo prazo.”

Movistar TV entrevista Rossi sobre o futuro

Sábado, 31 Maio 2014

Numa extensa entrevista feita por Izaskun Ruiz, do canal pago espanhol Movistar TV, Valentino Rossi reiterou a intenção de renova por mais dois anos com a Yamaha e comentou o estado das negociações do contrato.
 
O italiano disse: “Ainda há coisas que continuam em negociação. Primeiro temos de decidir a duração. Quero mais dois anos e a Yamaha teria de querer o mesmo. Há alguns pontos em que ainda temos de chegar a acordo, mas os pontos principais do contrato já estão resolvidos.”

123456»
Publicidade