Riders For Health tem dez anos!

Terça, 3 Outubro 2006

Riders For Health tem dez anos!

A Riders for Health, a instituição de caridade do MotoGP, celebrou recentemente dez anos de existência com a Semana Especial "Riders". Aqui estão dez coisas que pode não saber sobre a causa:

1. S.A.R. A Princesa tornou-se patrona da Riders for Health em 1997 e dirigiu a abertura official dos escritórios na New Street em Novembro de 2003.

2. A Academia Internacional de Gestão de Veículos da Riders, que treina delegados em condução defenciva e manutenção de veículos é única no género em todo o mundo.

3. O primeiro Dia dos Campeões da história foi realizado em Brands Hatch em 1990 com a presença de nomes como Wayne Rainey e Eddie Lawson.

4. Em cada ano o Dia dos Campeões leva dez meses a organizar e envolve mais de 100 voluntários.

5. A Riders for Health gere actualmente 1.274 veículos em África – desde motos e camiões a ambulâncias e sidecar especiais conhecidos como ‘Uhurus'.

6. Uhuru significa liberdade em Suaili. Em Maio de 2005 o Uhuru da Riders for Health salvou a vida de Alex Matsika, do Zimbabué, depois de ser atacado por um enxame de abelhas.

7. Um veículo não gerido em África dura menos de um ano – mas com o sistema da Riders for Health são muitos os veículos com vida útil superior a cinco anos e centenas de milhares de quilómetros.

8. O governo da Gâmbia fez história em 2002 ao ser o primeiro governo africano a contratar a gestão de todo o sistema de distribuição de saúde do país e respectivos veículos. A gestão foi entregue à Riders for Health.

9. Os programas de campo da Riders for Health contam com o trabalho de mais de 240 africanos. Ngwarati Mashonga, director do programa da Riders Zimbabué, começou a sua carreira como mecânico de motos. Actualmente é responsável por uma equipa de 41 elementos e pela gestão de centenas de veículos.

10. Em 2002, Jenipher Mutede, uma trabalhadora da área da saúde utilizando uma moto mantida pela Riders no Zimbabué, foi nomeada Motociclista do Ano pela Motor Cycle News. Jenipher, que trabalha no distrito de Makoni, aceitou o prémio em nome de todos os motociclistas que trabalham na área da saúde no Zimbabué e não só. "Tomo conto de duas enfermarias e de cerca de 30.000 pessoas", diz. "Sem a minha moto não conseguiria trabalhar."
TAGS 2006

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™