Trio de MotoGP reage a caro acidente

Segunda, 7 Setembro 2009

Colin Edwards, Nicky Hayden e Alex de Angelis apresentaram as suas reacções à queda na primeira volta em Misano e que terminou de imediato com a sua busca de posições nos pontos no domingo.

Houve drama nos momentos iniciais da corrida de MotoGP no domingo em Misano quando o piloto da casa Alex de Angelis bateu em Colin Edwards no princípio da primeira volta, um acidente que resultou ainda na incursão de Nicky Hayden pela gravilha, o que colocou desde logo ponto final na corrida dos três pilotos.

Após as suas boas prestações nos treinos e qualificação, cada um dos pilotos parecia estar em boa posição para somarem bons pontos na 13ª jornada, mas não seria assim – com De Angelis a aceitar as culpas da queda e a pedir depois desculpas aos dois norte-americanos.

Contudo, Edwards não estava muito simpático e descreveu a pilotagem de De Angelis como inaceitável. O texano disse: “Pensei que tinha ritmo para ser quarto sem dificuldades e talvez lutar com o Dani Pedrosa pelo pódio, mas estamos em Itália e por vezes temos de lidar com um piloto italiano que quer ser herói e hoje esse piloto foi o De Angelis. A curva 1 no início da corrida com 17 motos não é o local para rodar a ritmo de corrida e ele nunca conseguiria fazer a curva. Hoje o De Angelis é quem devia usar o burro do capacete do Valentino.”

O piloto da Monster Yamaha Tech 3 continuou: “Só quando estava a escorregar pela gravilha é que percebi o que se tinha passado. A primeira passagem pela curva 1 é a altura mais perigosa para ser ter uma queda porque há muitas motos à nossa volta, é inaceitável. Tenho lutado com o Andrea Dovizioso ao longo de todo o campeonato e agora ele tem dez pontos de margem com quatro corridas pela frente. As corridas são assim.”

Enquanto isso, Hayden não foi muito diferente nas críticas, principalmente por ter perdido a oportunidade de dar aos milhares de Ducatisti um bom motivo para festejarem em Misano. O piloto do Kentucky disse: “Agora é fácil dizê-lo, mas sei que estava destinado a ter uma boa corrida, pelo que estou muito desapontado. Talvez não pudesse ganhar, mas podia rodar com os da frente durante um bocado e dar motivos de festa aos Ducatisti, além de adquirir importante experiência e informações para este moto.”

Ele acrescentou: “Para ser franco, tinha a sensação que o De Angelis podia provocar algum drama aqui. Ele está em casa e a lutar pelo seu trabalho e quando o vi no canto do meu olho tentei acelerar e sair do caminho dele. Infelizmente ele tocou ligeiramente a roda traseira da minha moto e não sei de mais nada. Sei que nas corridas as pessoas podem cometer erros, e já cometi muitos na minha vida, mas não estou nada contente com o Alex porque isto não era corrida – foi apenas uma estupidez tentar uma manobra daquelas com pneus frios na primeira volta. Seja como for, estamos todos bem e a pensar em Portugal.”

Por seu lado, o erro foi muito caro para De Angelis que agora conta com duas desistências nas provas caseiras enquanto piloto de MotoGP, já que no ano passado também sofreu queda.

Ele disse: “Fiz uma boa partida e pensei que podia ganhar algumas posições no interior da curva, mas exagerei. O Colin cortou na minha frente e travei o mais que pude para evitar o toque, mas não consegui. Infelizmente o Nicky também foi tocado e pedi desculpas aos dois. Infelizmente estas coisas acontecem nas corridas e estou muito desapontado porque era a minha corrida em casa, havia muitas pessoas a apoiarem-me e não apresentei um bom resultado. É especialmente frustrante porque tínhamos o potencial para levarmos a cabo um boa corrida aqui depois de mais um excelente fim-de-semana, mas temos de tirar os aspectos positivos de tudo isto e continuar os nossos recentes progressos no Estoril”

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™