Perfil de Campão: Casey Stoner

Domingo, 16 Outubro 2011

O segundo ceptro de MotoGP de Casey Stoner não podia ter sido conquistado de melhor forma, depois do piloto da Repsol Honda ter garantido o título de 2011 no dia do seu 26º aniversário em casa, no Iveco Grande Prémio da Austrália.

O primeiro e único piloto Honda a vencer o título de MotoGP na era das 800cc – este ano é o último da capacidade antes da passagem para as 1000cc em 2012 – Stoner soma agora novo ceptro a juntar ao que tinha conquistado com a Ducati em 2007. Ao conquistar a coroa de 2011 Stoner torna-se também no quinto piloto a garantir dois Campeonatos da categoria rainha com dois construtores diferentes, sendo os outros Giacomo Agostini, Valentino Rossi, Geoff Duke e Eddie Lawson.

Grandes feitos foram antevistos para Stoner quando, com 15 anos, se estreou no Campeonato do Mundo como wildcar na corrida de 125cc de Donington Park em 2001. Tendo também passado pelo mesmo sistema de formação que aquele que viria a ser seu companheiro de equipa na Honda de fábrica, Dani Pedrosa, Stoner tirou o máximo partido da corajosa mudança da sua família para a Europa para poder desenvolver ainda mais a sua carreira.

A carreira a tempo inteiro nos Grandes Prémios teve início nas 250cc sob a batuta de Lucio Cecchinello em 2002, mas depois desceu para as 125cc no ano seguinte, o que levou ao florescimento do talento de Stoner com quatro pódios e a primeira vitória na última ronda dessa campanha. Em 2004 lutou pelo título, reclamando a primeira vitória de sempre da KTM em Grandes Prémios e terminando o ano em quinto.

O regresso às 250cc com a formação de Cecchinello em 2005 resultou em emocionante batalha com Pedrosa pelo ceptro, com Stoner a somar cinco triunfos na Aprilia e a estrear-se na categoria rainha do MotoGP no ano seguinte em conjunto com a LCR e aos comandos de uma Honda. O australiano apresentou momentos de brilhantismo – que incluíram uma pole position na segunda corrida no Qatar e um segundo lugar na Turquia – mas teve também desapontantes quedas, tudo parte do processo de aprendizagem. Mas mostrou o bastante para encorajar a Ducati a oferecer-lhe um lugar na equipa oficial na temporada seguinte e o que se seguiu foi uma campanha impressionante.

A primeira vitória de MotoGP surgiu na primeira corrida de 2007 no Qatar, considerada uma surpresa pelo próprio e pela equipa, mas assim que deu continuidade a isso com triunfos na Turquia e China a luta pelo ceptro tornou-se mais realista. A sua impressionante prestação na Catalunha, onde lutou taco a taco com o penta-campeão Valentino Rossi vai ficar na história como uma das melhores de sempre, seguindo-se depois o domínio a meio da época com vitórias desde a pole em três corridas consecutivas em Laguna Seca, Brno e Misano. Stoner acabou por conquistar o título com quatro corridas de margem e terminou 2007 com um total de dez vitórias, 14 pódios e cinco poles.

Na defesa da coroa em 2008 Stoner lutou intensamente com o rival Rossi, com a dupla a esgrimir argumentos por várias vezes, sendo o duelo de Laguna Seca ainda considerado um dos maiores dos últimos anos. O australiano acabou a época como vice-campeão, atrás do italiano, apesar de seis vitórias e nove poles no que foi uma forte segunda campanha com a Desmosedici.

O ano de 2009 não foi fácil para Stoner, com uma paragem de três corridas a meio da época devido a fadiga que foi depois atribuída a intolerância à lactose e que afectou a sua prestação na moto, levando a um quarto posto no final da época. A época de 2010 não se revelou muito mais fácil, com Stoner a somar apenas três vitórias – todas no último terço da temporada – no que se tornava numa Desmosedici cada vez mais difícil de domar. Por essa altura já tinha sido anunciado que Stoner iria correr pela oficial Repsol Honda Team em 2011.

A mudança revelou-se um estrondoso sucesso com o Campeão do Mundo de 2007 a demonstrar o mesmo tipo de domínio que o levou ao primeiro ceptro de MotoGP. A pole position e vitória na primeira corrida do ano no Qatar foi sinal do que estava para vir e quando Stoner venceu a corrida de Phillip Island para conquistar o título a duas corridas do final tinha já somado nove triunfos. A juntar ao sucesso nas corridas esteve uma incrível consistência que o viu terminar fora do pódio apenas uma vez – na segunda jornada em Jerez onde caiu sem culpa.

A vitória em casa na Austrália, a quinta consecutiva, não só deu a Stoner o segundo Campeonato do Mundo, como representou o 32º triunfo na categoria rainha, uma vez mais desde a pole – a 11ª do ano; um novo recorde de pole positions numa só época da era do MotoGP a 4 tempos.

Alguns factos sobre o feito de Casey Stoner

- Casey Stoner é o primeiro piloto Honda a vencer o título de MotoGP durante a era das 800cc.

- Stoner venceu o Campeonato de MotoGP em 2007 e ao conquistar o ceptro neste ano tornou-se no primeiro piloto piloto a recuperar o título da categoria rainha após um intervalo de três anos.

- Ele esteve na pole 11 vezes em 2011, o que é um novo recorde de pole positions numa só época de MotoGP na era das 4 tempos.

- Ele tornou-se no quinto piloto a vencer o título da categoria rainha com motos de dois construtores diferentes. Os outros pilotos a atingirem este feito são: Giacomo Agostini, Valentino Rossi, Geoff Duke e Eddie Lawson.

- Casey Stoner soma 32 vitórias de MotoGP na carreira, o que o coloca em quinto na lista de todos os tempos de vencedores de Grandes Prémios da categoria rainha, atrás de Valentino Rossi, Giacomo Agostini, Mick Doohan e Mike Hailwood.

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™