Cudlin com as cores da Mapfre Aspar Team em Phillip Island

Segunda, 10 Outubro 2011

O australiano Damian Cudlin, que se estreou no MotoGP na semana passada no Japão, vai rodar no lugar do lesionado Héctor Barberá no Iveco Grande Prémio da Austrália deste fim-de-semana.

Pouco menos de 4,5 km do mais excitante asfalto do MotoGP esperam os pilotos este fim-de-semana em Phillip Island, um dos mais loucos traçados do calendário. Rápidas alterações de direcção e elevação, combinadas com dramáticas mudanças de temperatura e condições climatéricas fazem com que o Grande Prémio da Austrália seja um dos mais exigentes da época e, como na maior parte das vezes, é disputado na semana que antecede o Grande Prémio da Malásia. Como tem sido frequente nos últimos anos, a corrida promete ser decisiva em termos de campeonato, desta feita com o favorito da casa Casey Stoner a ter a primeira possibilidade matemática de fechar a corrida ao ceptro de MotoGP e de conquistar o seu segundo título.

A Mapfre Aspar Team vai para a Austrália com novo piloto, pronto para ocupar o lugar do lesionado Barberá. O espanhol continua a recuperar da recente operação à clavícula direita que fracturou no Japão e tem como objectivo regressar à acção na Malásia. O homem responsável pela defesa das cores da Mapfre Aspar Team, aos comandos da Ducati Desmosedici, é Cudlin, que se estreou no MotoGP no Japão. O australiano já tinha competido no Grande Prémio da Alemanha na categoria de Moto2 no ano passado e terminou em sétimo.

Damian Cudlin, (Mapfre Aspar Team)
"Esta é uma oportunidade fabulosa para mim, nem consigo acreditar. Há uma semana estreei-me no MotoGP e isso já foi um choque. É um grande orgulho competir no MotoGP, o melhor campeonato do mundo, e especialmente com uma equipa fantástica como a Mapfre Aspar Team. A minha primeira experiência no Japão foi inesquecível e agora, duas semanas mais tarde, tenho outra oportunidade. No ano passado alinhei no Grande Prémio da Alemanha, mas em Moto2, e terminei em sétimo. Estou muito contente, considero-me com muita sorte e quero tirar o maior partido de cada minuto desta oportunidade. O nível desta competição e das motos é muito elevado, como descobri no Japão. Nunca tinha corrido em Motegi antes e tive de aprender muito em pouco tempo, mas estou certo que posso começar a melhor nível em Phillip Island. Conheço a pista e isso vai ajudar-me a fazer um início mais confiante."

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™