Campanha de condução segura da Buckler começa em Jerez

Quinta, 14 Abril 2011

O Fórum Buckler 0,0 para Condução Responsável no MotoGP desta época começou com a primeira reunião do Gran Premio bwin de España em Jerez.

A segunda ronda do Campeonato do Mundo de MotoGP de 2011, em Jerez, foi o palco do quinto Fórum Buckler 0,0 para Condução Responsável no MotoGP durante o primeiro fim-de-semana de Abril. Um ano depois da estreia, o Fórum Buckler tornou-se numa importante iniciativa para se ficar a saber mais sobre os mais recentes desenvolvimentos e evoluções no que toca à elite da segurança no motociclismo, além de ser também visto como uma forma ideal para despertar a atenção da inovação e segurança entre os utilizadores das estradas.

O tema da primeira reunião do ano foi “Doping e Segurança em relação à Condução,” um tópico recorrente na imprensa. Também foram abordados temas que incluíram os novos regulamentos anti-doping, preparação física e mental e nutrição e hidratação – todos em relação ao circuito e à estrada.

Estiveram presentes quatro especialistas neste primeiro encontro de 2011. O Director Desportivo Executivo da Fédération Internationale de Motocyclisme (FIM), Ignacio Verneda, falou sobre os regulamentos do motociclismo no que toca ao doping. Marcos Hirsch, na capacidade de preparador físico e nutricionista do Campeão do Mundo de MotoGP Jorge Lorenzo, também esteve presente, assim como o Embaixador Buckler 0,0 para o Campeonato do Mundo Alex Crivillé, cuja presença trouxe o ponto de vista do piloto e desportista de topo. Por parte da Dorna esteve o Oficial de Segurança e membro da Comissão de Segurança do MotoGP Javier Alonso.

O novo regulamento anti-doping, que não se limita ao motociclismo, mas a todo o desporto, foi lançado em 2010, enquanto os controlos anti-doping fazem parte do motociclismo desde 1999. Verneda começou por dizer: “Foram efectuados 1.100 testes em todas as categorias do motociclismo, dos quais apenas 1,5% deu resultados positivos. Isto mostra que temos um desporto muito limpo. No MotoGP, de 1999 até ao presente foram efectuados 184 testes e nenhum deu positivo.”

Em 2010 foi lançado o programa Guada, que permite fazer os testes ao longo das 24 horas do dia durante 365 dias a determinado número de pilotos. Ao longo da época passada 25 pilotos de diferentes disciplinas da FIM foram seleccionados aleatoriamente para serem testados em 2011 o programa vai contar com quatro pilotos do MotoGP, seleccionados de forma aleatória entre os dez primeiros de cada categoria.

Este sistema foi criado, diz Verneda, para “termos um desporto limpo em todas as disciplinas. Queremos que o motociclistas sejam embaixadores do nosso desporto e manter também a saúde dos nossos desportistas para quando terminarem as suas carreiras. Num desporto tão rápido como o motociclismo, um piloto sob a influência de certos tipos de drogas pode ser um perigo para a segurança dos outros.”

Marcos Hirsch discutiu a importância da nutrição para a boa forma física e sucesso, disse: “Coma análises técnicas vemos a forma como funciona o metabolismo de uma pessoa e depois ajustamos na perfeição os nutrientes que os vão beneficiar. A comida é a gasolina do corpo, somos o que comemos. Para um atleta, estar preparado a 100% é um estado mental. As três coisas mais importantes para boa prestação e saúde são o treino, a comida e o descanso. A dificuldade está em encontrar o equilíbrio entre as três.”

Alex Crivillé comentou: “Quando se fisicamente em forma a nossa mente funciona melhor. Como o Marco disse, a comida é importante e a hidratação é um aspecto fundamental para o correcto funcionamento do corpo e dos sentidos. Podemos perder até dois litros de água durante uma corrida, algo que me aconteceu durante corridas como na Malásia. A perda de água leva à quebra de concentração, prestação física, aumento da fadiga e, em consequência, à redução das reacções. Isto pode também acontecer na estrada, é por isto que a hidratação é fundamental”

Falando sobre os controlos anti-doping, Crivillé disse: “Os controlos anti-doping são positivos. Já estavam em vigor quando corrida, se bem que não eram tão comuns como agora. Penso que é muito importante controlar e punir isto para evitar pilotagem perigoso e anti-desportiva.”

A fechar o encontro, Javier Alonso disse: “Foi muito importante contar com representantes da FIM neste fim-de-semana para explicarem as coisas aos pilotos, que se podem magoar se tomarem as decisões erradas. O programa Guada permite ao desporto ser limpo. Para permitir isto e para se ser rápido os pilotos não precisam de tomar substâncias proibidas.”

Alonso anunciou também dois novos projectos com o objectivo de melhorar a segurança.

“O Campeonato, não apenas a Dorna, está sempre muito atento à segurança dos pilotos e está concentrado na melhoria de todos os aspectos relacionados com ela. Esta tarde tivemos uma reunião com a FIM, vários médicos e engenheiros técnicos, com o objectivo de criar o regulamento que no permita introduzir o airbag como obrigatório em todas as competições mundiais. Há duas companhias, a Alpinestars e a Dainese, que foram convidadas para este encontro porque já têm a tecnologia muito avança nesta área. Estão ambas a usar os seus sistemas em algumas corridas e sessões e é importante poderem usá-las em todas as corridas.”

O segundo projecto em desenvolvimento é um sistema que protege o manípulo de travão para evitar quedas e consequentes lesões. A Dorna confirmou que “com a ajuda da Ducati e da Clínica Móvel desenvolvemos um elemento que protege o manípulo de travão. Trouxemos o protótipo para aqui. Ainda temos de fazer algumas alterações, mas vamos testá-lo em Brno com alguns pilotos com o objectivo de o tornar obrigatório em 2012.”

O Fórum Buckler 0,0 estará presente ao longo de 2011 em todas as provas disputadas em Espanha, enquanto a Buckler 0,0 continua a ser a cerveja oficial dos Grandes Prémios disputados em Espanha.

TAGS Spain

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™