De Puniet 10º em Motegi enquanto Cudlin perde 12º

Segunda, 3 Outubro 2011

A Pramac Racing fez um bom início no Grande Prémio do Japão neste domingo, onde, ao cabo de seis voltas, a dupla de pilotos ocupava os oitavo e 13º postos com De Puniet e Cudlin, respectivamente.

Randy De Puniet era oitavo depois de ser passado por Dovizioso e Simoncelli quando estes regressaram à pista após cumpridas as suas penalizações pelas falsas partidas. O gaulês parecia no bom caminho para terminar nessa posição, mas um pequeno erro fez com que perdesse dois lugares. O estreante na categoria rainha, Cudlin, ocupou a 12ª posição até à 13ª volta, altura em que pequeno erro ao travar tarde o fez perder a frente. Apesar do contratempo, o australiano teve um bom fim-de-semana, não demorando a aprender a nova pista e nova moto.

Fabiano Sterlacchini – Director Técnico da Pramac Racing:
“Foi um fim-de-semana desapontante apesar do décimo lugar do Randy poder ser considerado um bom resultado, mas com todas as quedas e penalizações em pista hoje pensámos que éramos capazes de terminar em sétimo ou oitavo, pelo menos. O Cudlin estava a rodar bem para estreia com uma máquina de MotoGP, mas ele estava a lutar pelo 11º posto nas últimas voltas quando exagerou numa travagem tardia. Mesmo assim, ele trabalhou muito bem ao longo do fim-de-semana.”

Randy De Puniet:
"Não estou muito contente; hoje tínhamos potencial para entrar nos oito primeiros. Estava atrás do Aoyama, Elías e outros pilotos, mas quando vi o sinal da penalização pensei que também ia ser penalizado. Olhei para a placa em todas as voltas quando começou a ser mostrada e numa das vezes tentei ver o meu número, pelo que abrandei um pouco na recta, mas usei os travões muito tarde e cometi um erro na curva seguinte, perdendo contacto com o grupo. Tentei recuperar, mas não consegui gerir a moto como queria. A moto esteve muito boa em Aragón, mas saí de pista para evitar um piloto que estava no chão, mas aqui não tive as sensações certas. Espero voltar a encontrá-las na Austrália."

Damian Cudlin:
"Fiz uma boa partida, senti-me bem e pensei que podia passar o Colin e o Randy na primeira volta, mas não queria criar acidentes, não seria uma atitude inteligente enquanto estreante. Com o passar do tempo fui melhorando com a moto e consegui apanhar e manter-me com o Akiyoshi. Planeava ficar com ele até ao fim, depois tentei passá-lo nas últimas voltas, mas numa esquerda apertada travei muito tarde e perdi a frente. Lamento muito pela forma como terminei o fim-de-semana, antes de hoje tinha caído uma vez em todas as categorias em que já corri este ano, pelo que terminar esta experiência desta forma deixa um sabor amargo na boca. Espero ter mais oportunidades deste género num futuro próximo e quero agradecer à Pramac Racing Team por me ter permitido viver esta magnífica experiência.”

Comunicado de imprensa Pramac Racing Team

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™