Teste de Valência revela novos talentos das 125cc

Terça, 15 Fevereiro 2011

O talento espanhol Maverick Viñales e o jovem português Miguel Oliveira impressionaram, e muito, no primeiro Teste do ano. Os dois graduados do CEV Buckler estiveram entre os mais rápidos em Valência.

As emoções da pré-época cresceram na semana passada nas 125cc com o primeiro Teste do ano em Valência, que terminou no sábado. Tirando os mais experientes, houve dois nomes que se destacaram dos demais nas tabelas de tempos dos três dias, os estreantes do Campeonato do Mundo de 2011 Maverick Viñales e Miguel Oliveira.

Os fãs espanhóis podem já conhecer bem a dupla, mas muitos dos que não vivem no país o surgimento destes dois jovens será uma novidade muito bem vinda e uma dupla a seguir ao longo de 2011.

Viñales, Campeão do CEV Buckler 2010 e da Europa de 125cc, terminou nos três primeiros em todos os dias do Testes e com o seu melhor esforço de sábado, de 1m40,1s, quedou-se apenas a um décimo do vice-Campeão do Mundo do ano passado Nico Terol.

“Adaptei-me muito depressa à moto e estou muito contente porque senti-me muito confortável ao longo dos três dias,” disse o talentoso jovem de 16 anos que este ano corre pela PEV-Blusens-SMX Paris Hilton Team. “Estive a rodar com os melhores do mundo, assinei tempos semelhantes e senti-me muito mais em casa com esta equipa.”

“Foi um início muito positivo. Se continuar assim posso ser muito competitivo e gostava de lutar com os da frente. É claro que ainda é cedo para estabelecermos objectivos porque é a minha primeira época no Campeonato do Mundo e está tudo a começar agora.”

Oliveira foi o principal rival de Viñales no CEV e no Campeonato da Europa em 2010, terminando em ambas as competições na segunda posição, não sem antes levar a luta pelo CEV até à última corrida do ano. O luso, que também tem 16 anos, registou como melhor tempo a marca de 1m40,4s na sexta-feira, um claro sinal do seu inquestionável talento.

“Chegámos a Valência com o objectivo de começar a trabalhar na moto para o Campeonato do Mundo e no primeiro dia centrei-me na busca do ritmo e em trabalhar na afinação da moto e, mesmo assim, conseguimos bons tempos,” disse o piloto da Andalucia Cajasol. “Melhorámos os tempos no segundo dia e conseguimos resultados muito bons que nos deixaram muito perto dos pilotos de topo. Como todos os outros, como os que desceram da Moto2, precisamos de mais algum tempo para encontrarmos os nossos níveis e quando a época começar vão ser alto.”

“É muito especial estar no Campeonato do Mundo, mas estou concentrado no meu trabalho, em obter resultados, e não me vou distrair com quem são os outros pilotos. Até ao momento isto tem-me ajudado a conseguir boas marcas.”

A dupla vai continuar os seus preparativos para a temporada de estreia no Campeonato do Mundo no circuito caseiro de Miguel, no Estoril, palco do segundo Teste do ano que arranca esta terça-feira e se estende ao longo de três dias.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™