Ducati Team espera corrida seca em Le Mans

Quarta, 16 Maio 2012

A Ducati Team ruma à quarta jornada do Campeonato do Mundo de MotoGP™, o Monster Energy Grand Prix de France, com esperanças de encontrar tempo seco para capitalizar os aspectos positivos encontrados no Estoril.

Valentino Rossi, que registou o melhor resultado da época até ao momento em Portugal ao terminar em sétimo, estava mais animado sobre a Desmosedici no final da corrida e vai tentar tirar partido do momento de forma em Le Mans. O italiano não levará apenas a confiança do único pódio do ano passado, mas também da redução da diferença para o vencedor da corrida no Estoril, Casey Stoner, para 26 segundos – o mais curto de qualquer piloto Ducati desde que Rossi foi sétimo em Misano no ano passado.

   

O seu companheiro de equipa Nicky Hayden, que teve problemas de electrónica no Estoril, está apostado em esquecer esse contratempo e voltar à boa forma apresentada na qualificação de Jerez, onde levou a Ducati até à primeira linha. Ele não tem o traçado gaulês entre os seus preferidos, mas pensa que algumas das suas características podem ser positivas para a sua Ducati.

Depois do Estoril a Ducati anunciou que tem planeado extenso programa de testes de novos componentes do motor e chassis que deverá ser completado antes da corrida de Laguna Seca, a 29 de Julho. Contudo, por agora a equipa vai rumar a França com a mesma afinação usada no Estoril.

Valentino Rossi

“Foi uma pena termos perdido o teste pós-corrida em Portugal porque teríamos continuado o nosso trabalho de desenvolvimento e como tínhamos dados muito recentes da corrida podíamos ter feito algumas comparações interessantes. Mas isto não nos vai influenciar muito do ponto de vista técnico em Le Mans, já que as actualizações só chegariam mais tarde. Em França vamos preparar a corrida com trabalho na moto, tal como fizemos no Estoril, começando pela afinação base com que estamos agora um pouco mais familiarizados e tentar continuar a dar passos graduais de forma a chegarmos a domingo no máximo do nosso actual potencial. Le Mans é mais um local onde o tempo pode ser complicado, em particular nesta altura do ano, mas é também a pista onde consegui o melhor resultado com a Ducati no ano passado. Vamos ver como correm as coisas, mas gostava de estar um pouco melhor que em Portugal.”

 

Nicky Hayden

“Não posso dizer que Le Mans é uma das minhas pistas preferidas do calendário, mas há algumas coisas de que gosto. Por vezes tem pouca aderência, o que não me agrada muito. Por outro lado, tem umas quantas zonas de travagem forte e penso que algumas dessas zonas devem ser favoráveis à nossa moto. Será interessante estar numa pista bem diferente daquelas que já visitámos este ano.”

 

Vittoriano Guareschi, Director Desportivo

“Le Mans é um pouco estranho, uma pista tipicamente “stop-and-go” que é muito diferente do Estoril. Isto vai dar-nos a oportunidade de avaliar o trabalho de afinação que temos feito na GP12: o Valentino usou-a durante todo o fim-de-semana do último GP, pelo que vamos continuar assim na tentativa de também progredir em Le Mans, onde ele teve uma boa corrida no ano passado. Apesar deste não ser um dos traçados preferidos do Nicky, ele também vai usar a experiência adquirida com a afinação da sua GP12 desde o início do campeonato.”

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™