Crutchlow quarto após lutar pelo pódio em Jerez

Domingo, 29 Abril 2012

Cal Crutchlow, da Monster Yamaha Tech 3 Team, apresentou a sua melhor prestação de MotoGP no emocionante Grande Prémio de Espanha deste domingo ao terminar em quarto após épica batalha pelo pódio com Dani Pedrosa no circuito de Jerez.

O britânico terminou em quarto pela terceira vez consecutiva no MotoGP™ e esteve na luta pelo pódio desde a primeira da volta da corrida que teve início com céu nublado e com ameaças de chuva, mas que terminou com aquelas que podem ser consideradas as melhores condições climatéricas do fim-de-semana.

Apenas com uma sessão com piso seco durante todo o fim-de-semana, a decisão de Crutchlow de rodar com o frontal duro da Bridgestone foi a melhor, como se provou pela forma como atacou o terceiro posto a 19 voltas do final, depois de ter passado o companheiro de equipa Andrea Dovizioso e Nicky Hayden.

O piloto de 26 anos rodou forte atrás de Pedrosa durante o resto da corrida, exercendo muita pressão no espanhol enquanto tentava estrear-se no pódio de MotoGP.

Na meta Crutchlow ficou apenas a 0,4s de Pedrosa e 2,465s do vencedor, o Campeão do Mundo Casey Stoner. Ele também assinou a volta mais rápida da corrida com 1m40,019s na 15ª volta, 0,3s mais lesto que o piloto oficial Yamaha Jorge Lorenzo.

Andrea Dovizioso também teve importante papel na primeira metade da corrida. O italiano esteve no coração da batalha pelos três primeiros ao longo das dez primeiras voltas, mas não teve como manter o ritmo.

Cal Crutchlow 4º – 26 pontos:

“Foi uma corrida dura, mas da qual gostei muito e finalmente estou contente por ter terminado perto do pódio. Um dos aspectos positivos é que nem gosto muito de Jerez. É sinuoso para o meu estilo e foi a minha segunda corrida aqui, pelo terminar em quarto e tão perto do meu primeiro pódio de MotoGP é fantástico. A Yamaha YZR-M1 funcionou muito bem hoje e não tenho palavras para descrever a equipa.”

Andrea Dovizioso 5º – 22 pontos:

“Foi um fim-de-semana muito traiçoeiro porque não gosto desta pista e não estou totalmente confortável com a Yamaha YZR-M1, o que me fez lutar muito. Preciso de tempo no seco para melhorar a minha prestação e mostrar aquilo de que sou capaz. Estou contente com a minha partida e com as primeiras voltas da corrida porque consegui lutar com o grupo da frente e isso ajudou-se a recolher muitos dados que me vão ajudar a melhorar no futuro. É muito interessante seguir o Cal porque ele ainda é muito mais rápido que eu à entrada em curva e tenho de adaptar mais o meu estilo para tirar partido dessa área, que é o ponto forte da Yamaha. Também fiz a escolha errado dos pneus.”

Herve Poncharal – Director Desportivo:

“O que mais se pode dizer do Cal? Tendo em conta que é apenas a terceira vez que está em Jerez e a experiência do Pedrosa aqui, ele fez um trabalho fantástico. Quando se termina mesmo atrás de um piloto como o Pedrosa na sua corrida em casa sabemos que fizemos uma grande prova e o Cal fez isso. O Andrea não teve a mesma corrida excitante do Cal, mas estou contente com a prestação dele. É claro que precisa de mais tempo para se ajustar à Yamaha, mas sabemos que tem talento e experiência para o conseguir, pelo que é apenas uma questão de tempo para lutar pelo pódio.”

Comunicado de imprensa Monster Yamaha Tech3.

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™