Progressos positivos para Dovizioso e Crutchlow na Malásia

Sexta, 2 Março 2012

O Teste de MotoGP™ de Sepang foi afectado pelo tempo, mas terminou com nota positiva para os pilotos da Monster Yamaha Tech 3 Team, Andrea Dovizioso e Cal Crutchlow, nesta quinta-feira.

A chuva torrencial no primeiro e segundo dia reduziu o tempo de pista aos dois pilotos, mas ambos tiraram partido das condições quentes e secas do último dia para levarem a cabo crucial desenvolvimento da nova Yamaha YZR-M1 1000cc.

Dovizioso esteve em boa forma, completando 54 voltas e registando um tempo de 2m00,802s para terminar em terceiro nas tabelas de tempos a 0,329s de Casey Stoner e como o melhor piloto não oficial.

Perto do pleno da forma depois de ter fracturado a clavícula direita no início de Janeiro, Dovizioso concluiu o programa de testes que incluía experimentar diferentes posições de pilotagem para se sentir mais confortável aos comandos da YZR-M1. Ele testou com sucesso a nova especificação de motor que trouxe melhorias na entrada em curva e na última tarde completou uma tirada de 15 voltas para compreender a resistência dos novos Bridgestone macios construídos especificamente para as 1000cc.

O segundo teste de Sepang foi também um grande sucesso para o britânico Crutchlow, que se declarou satisfeito com a actualização do motor da Yamaha. O jovem de 26 anos assinou a marca de 2m00,986s, pouco mais de um décimo de segundo mais lento que o oficial Yamaha Jorge Lorenzo.

Andrea Dovizioso :
“Apesar da chuva ter afectado os dois primeiros dias, este teste foi mesmo positivo e estou muito contente. Fiz as minhas primeiras voltas no molhado com a Yamaha e tive sensações positivas. O motor foi muito suave e consegui gerir as escorregadelas, mas uma área muito importante é a minha forma física. O meu ombro esteve muito melhor que no primeiro teste e isso permitiu-me compreender muito melhor o potencial da YZR-M1. Estou confiante na moto e contente com os tempos por volta e posição conseguida. Gosto do novo motor porque ajudar na entrada em curva e isto já era um ponto forte da Yamaha. Fiz uma longa tirada de 15 voltas hoje para compreender o desgaste dos pneus. Temos trabalho a fazer, mas o potencial da moto já está a um nível muito elevado. Agora estou mesmo desejoso pelo teste de Jerez porque é uma pista totalmente diferente, com outro tipo de temperaturas e isto vai ser uma boa experiência para compreender a moto ainda melhor.”

Cal Crutchlow:
“Estou mesmo contente porque o tempo desempenhou um grande papel nos dois primeiros dias, mas conseguimos algum tempo de pista seca hoje e fizemos bons progressos com a moto. Gosto do novo motor da Yamaha e têm todo o crédito por causa do grande trabalho que efectuaram e que deixa antever bom início de época. Estou satisfeito com o meu tempo por volta; não é a minha pista preferida e fui quinto e terminei muito perto dos três primeiros. Muito positivo foi também o facto de estar muito consistente, algo que melhorei face ao ano passado. Isto dá-me muita motivação e estou mesmo a gostar de rodar com a 1000cc. Fiz uma longa tirada de 12 voltas e os novos pneus escorregaram um pouco. Foi fisicamente desgastante e parece que a gestão dos pneus vai ser mais importante que nunca. A moto está a funcionar bem em Sepang, mas estou curioso para ver como vai estar em Jerez. É uma pista totalmente diferetne e o tempo será muito mais fresco, pelo que nos vai dar outra indicação do potencial da moto.”

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™