Progressos para Rossi na Catalunha, Hayden afectado por problema na mão

Segunda, 4 Junho 2012

Após um warm up afectado por condições mista, com chuva bastante para o tornar inútil, o Grande Prémio da Catalunha acabou por ter lugar no seco, mas com temperaturas mais baixas que as verificadas nos dois dias anteriores.

Valentino Rossi terminou em sétimo, ainda longe do tipo de resultados para os quais ele e a Ducati Team estão a trabalhar arduamente, mas houve sinais muito promissores no que toca aos tempos por volta e diferenças para os da frente, com o italiano a rodar de forma competitiva durante grande parte das 25 voltas da corrida.

Hayden, nono na linha de meta, também esteve rápido nos momentos iniciais, mas acabou por abrandar ao perder sensibilidade na mão direita.

A Ducati Team continua em Barcelona na segunda-feira para um teste oficial de um dia onde espera confirmar os progressos conseguidos ao longo do fim-de-semana e levar a cabo mais avaliações de afinação, chassis e electrónica. A formação terá outro teste na quarta-feira na pista de Aragão.

Valentino Rossi

"As coisas correram bem e, de certa forma, foi a melhor corrida no seco até ao momento: terminei mais perto do grupo que estava à minha frente e a diferença nos tempos por volta foi de cerca de meio segundo, que é a mais baixa até agora. É claro que continuamos a falar apenas do sétimo lugar, mas mesmo assim atingimos o nosso potencial actual no seco. A dada altura na corrida pensei que podia apanhar e passar o Bautista, que não estava longe do Stoner e dos outros. Infelizmente, o meu pneu traseiro perdeu prestação perto do final, e nós tendemos a desgastar muito o pneu porque sobreviro com ele nas curvas quando a frente precisa de ajuda. Agora temos dois importantes dias de testes e vamos avaliar outra vez o braço oscilante de alumínio, bem como outras ideias de afinação com o objectivo de ganhar um pouco mais de aderência frontal para ajudar a moto a curvar melhor. Esperamos dar mais um pequeno passo porque os pilotos que estiveram à frente na corrida não estiveram muito longe."

Nicky Hayden

"Para mim foi muito difícil porque comecei a sentir um problema com a minha mão, que foi ficando dormente. Senti-o um pouco na qualificação, pelo que fiz tratamento durante a noite com a minha equipa de fisioterapia, mas o problema repetiu-se na corrida. Isto já me aconteceu algumas vezes ao longo da carreira e aqui, com tantas travagens fortes, quase nem sentia a manete do travão e o acelerador. Na recta conseguia mexer os dedos e recuperar alguma sensibilidade, mas depois voltava. No início o meu ritmo era bom, mas depois daquele grupo se ter afastado limitei-me a tentar terminar sem cair porque não sentia o quão forte estava a travar. Espero que não se repita nos testes porque penso que podemos fazer algumas melhorias."

Vittoriano Guareschi (Director Desportivo)

"Estou satisfeito com o trabalho feito neste fim-de-semana e com a capacidade da equipa, que nos permitiu fazer alguns verdadeiros avanços na corrida. O Valentino reduziu a diferença para a frente da corrida em cerca de meio segundo para volta, o que continua a ser significativo em termos absolutos, mas de todas as formas é um passo em frente quando se tem em conta a nossa desvantagem até ao momento em piso seco. O sétimo lugar não é um resultado com o qual podemos ficar satisfeitos, mas os tempos e o ritmo do Valentino durante grande parte da corrida foram muito promissores. Infelizmente, a corrida do Nicky foi afectada por problema físico, mas ele também fez bom trabalho ao longo do fim-de-semana que o ajudou a conseguir o melhor resultado de qualificação nesta pista desde que está com a Ducati, e isso é outro sinal positivo. Vamos testar outra vez o braço oscilante na segunda-feira, bem como afinações da moto, continuando o rumo em que estamos."

Comunicado de imprensa Ducati Team.

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™