Soberba vitória de Pedrosa e desespero para Stoner

Domingo, 8 Julho 2012

Dani Pedrosa estreou-se a vencer em 2012 no Grande Prémio da Alemanha após dramática corrida em que o companheiro de equipa Casey Stoner sofreu queda a duas curvas do final quando rodava em segundo.

Os pilotos da Repsol Honda impuseram incrível ritmo desde o início e que ninguém conseguiu igualar, chegando à última volta colados um ao outro e com quase 15 segundos de margem sobre Lorenzo, que rodava em terceiro. Nos limites, Pedrosa e Stoner igualavam tempos numa fantástica batalha da qual Pedrosa acabou por sair vitorioso, festejando o terceiro triunfo consecutivo em Sachsenring (quarto no MotoGP e quinto em todas as classes).

   

Dani Pedrosa

"Estou mesmo muito contente com esta vitória. Finalmente conseguimos e é muito bom não apenas para mim, mas também para a equipa, que nunca desistiu, para a minha família e fãs, que nunca deixaram de me apoiar quando estava a terminar em segundo e terceiro, mas a falhar o triunfo. Os pódios conseguidos esta época são muito importantes, mas queria mesmo dar uma vitória à minha equipa e chegou hoje num circuito de que sempre gostei. Mas foi um dia muito duro. O Casey também fez uma corrida fantástica e pressionou-me muito no final, mas sabia que tinha ritmo e que teríamos de lutar pela vitória até à última curva. Tentei travar forte, fechar as portas e vencer.”

Casey Stoner

"Estou muito desapontado, tinha planeado atacar na última curva, não naquela! Estava contente na moto e senti que tinha uns décimos de segundo por volta de vantagem sobre o Dani e estava acreditava que o podia apanhar. Na última volta cometi um erro ao entrar para a primeira curva e tive de puxar um pouco mais do que queria em algumas zonas, mas cheguei ao Dani exactamente onde queria e planeava fazer a ultrapassagem na última curva se não tivesse a oportunidade mais cedo. Sentia-me confiante, as assim que tentei virar um pouco mais perdi a frente. Já não estava a travar, nem estava na zona de travagem forte, assim que afrouxei a travagem creio que a frente ficou sem peso e lá fui eu. Estou frustrado, não me foi permitido levantar e tentar somar pontos, a moto estava perfeita, mas os comissários tiraram-me do local. Foi a nossa primeira queda em corrida, por erro meu, pela primeira vez em muito tempo, pelo que é claro que estou desapontado, ainda para mais porque sabia que tinha o ritmo. Se conseguirmos continuar desta forma durante o resto da época, então não teremos de nos preocupar em termos de Campeonato.”

Comunicado de imprensa Repsol Honda Team.

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™