Crutchlow na primeira linha após fantástica qualificação da Yamaha

Sábado, 13 Outubro 2012

Cal Crutchlow, da Monster Yamaha Tech 3 Team, disparou para a frente da grelha de partida pela quarta corrida consecutiva após dramático final na qualificação de MotoGP deste sábado no Twin Ring Motegi, no Japão.

Após duas difíceis sessões de treino ontem, Crutchlow tirou partido dos acertos feito à afinação durante a noite e que transformaram a prestação da sua YZR-M1 para lutar pela pole na emocionante qualificação desta tarde. O jovem de 26 anos pensou que tinha assegurado impressionante primeira pole de MotoGP quando surgiu no topo da tabela de tempos com uma marca de 1m45,257s. Contudo, Crutchlow acabou por terminar em terceiro da grelha e quando alinhar para a corrida de 24 voltas de amanhã será a sétima vez em 2012 que o faz desde os três primeiros.

Andrea Dovizioso continua confiante de que será um dos protagonistas do Grande Prémio do Japão de amanhã depois de se ter qualificado em sexto. O italiano foi o quarto mais rápido após os livres e acreditava que podia lutar por uma posição na primeira linha, mas perdeu tempo precioso de pista depois de encontrar temperaturas excessivas no travão frontal e que obrigaram a uma troca a meio da sessão.

Cal Crutchlow

“Estou mesmo contente por estar outra vez na primeira linha e tenho de agradecer à minha equipa da Monster Yamaha Tech 3 porque fizeram um trabalho fantástico para melhorarem a minha moto desde ontem. Nas duas primeiras sessões de treinos estava a lutar para estar nos dez primeiros e hoje lutei pela pole position; a minha equipa fez mesmo um grande trabalho. Mas estou um pouco desapontado por não ter conseguido a minha primeira pole porque hoje senti que tinha boa oportunidade para o fazer. Estive rápido desde o início da sessão e senti-me muito mais confiante com o traseiro duro, o que é um grande bónus para a corrida. Mas para ser franco, não tenho a certeza se vou correr com o pneu traseiro duro, ou com o macio. Ainda não escolhi e talvez tenha de atirar uma moeda ao ar.”

Andrea Dovizioso

“Fui rápido e forte nos treinos, pelo que tenho de dizer que estou um desiludido por me ter qualificado apenas em sexto. Tive alguns problemas esta tarde, mas o principal foi o sobre-aquecimento dos discos do travão frontal. Há tantas travagens fortes nesta pista que a temperatura é a mais alta de todo o Campeonato. Tivemos de trocar os discos durante a sessão e isso custou-me algum tempo. Isso pode ser muito importante na corrida de amanhã porque temos de fazer 24 voltas consecutivas e sempre a grande velocidade. Ainda acredito que posso lutar pelo pódio porque não senti que tenha feito uma boa volta. Não penso que o sexto posto seja um claro reflexo do meu potencial, mas é fantástico ver a Yamaha outra vez tão forte.”

Comunicado de imprensa Monster Yamaha Tech 3.

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™