Lorenzo regista enfática vitória no GP da Catalunha

Domingo, 3 Junho 2012

Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, disparou para a vitória no Gran Premi Aperol de Catalunya perante o público da casa e à frente de Dani Pedrosa e Andrea Dovizioso.

Após um molhado warm up durante a manhã, o pelotão de MotoGP™ partiu para a corrida com piso seco e foi Pedrosa (Repsol Honda Team) quem levou a melhor ao apagar das luzes vindo da segunda linha. Logo atrás surgia Ben Spies (Yamaha Factory Racing) que fez brilhante partida desde o quarto posto, isto enquanto Lorenzo passava Casey Stoner para assumir o terceiro posto com a restante grelha a seguir em grupo compacto.

Volvidas algumas curvas Andrea Dovizioso (Monster Yamaha Tech 3) impunha-se a Stoner, com este a alargar a trajectória uma volta mais tarde e a ver assim Cal Crutchlow passar por si. Pouco depois, a 23 voltas do final, Spies, que aparentava ritmo de corrida mais forte, passou Pedrosa, mas ao alargar a trajectória acabou por cair na gravilha. Um contratempo que colocou ponto final naquela que foi o melhor início de corrida do americano até ao momento. Ainda assim, Spies logrou voltar à pista.

Duas voltas depois os cincos primeiros, Pedrosa, Lorenzo, Dovizioso, Crutchlow e Stoner, começaram a isolar-se do grupo perseguidor que era liderado por Álvaro Bautista (San Carlo Honda Gresini). Mais atrás, mas na mesma volta, Yonny Hérnandez (Avintia Blusens) saía de pista, mas evitou a gravilha.

Volvidas mais duas passagens pela linha de meta Lorenzo bateu Pedrosa na travagem no final da recta da meta, enquanto pouco depois Stoner bateu Cruchlow na contenda pelo quarto posto. Mais atrás no pelotão Valentino Rossi (Ducati Team) levava a melhor sobre sobre Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP) no particular pela sétima posição e iniciava a perseguição a Bautista. Enquanto isso, Spies surgia então na 12ª posição.

Pedrosa tirava partido da sua superioridade na recta da meta para passar Lorenzo com o cone de ar a 14 voltas do final, mas não conseguiu livrar-se no rival na volta seguinte. Uma passagem pela meta mais tarde Lorenzo travou tarde e permitiu a aproximação de Dovizioso ficando, ao mesmo tempo, com mais trabalho para apanhar o compatriota na frente.

A apenas seis voltas do final Lorenzo colava-se à roda traseira de Pedrosa, com a dupla a envolver-se em batalha muito animada pela primeira posição. Um despique que se resolveu com um erro do piloto da Repsol, que fez um cavalinho e, assim, permitiu a ultrapassagem de Lorenzo. Atrás da dupla Dovizioso, Stoner e Crutchlow envolviam-se numa luta pelo mais baixo do pódio, com Bautista e Rossi um pouco mais atrás no despique pelo sexto posto.

A três voltas do final Lorenzo começou a abrir pequena vantagem, enquanto Cruchlow se colava à roda de Stoner, mas debatia-se com dificuldades para o passar. Contudo, na última volta o australiano deixou o britânico para trás e foi no encalço de Dovizioso.

Ao cair do pano, Lorenzo via a bandeira de xadrez com cinco segundos de margem sobre Pedrosa e Dovizioso a manter Stoner atrás de si na luta pela terceira posição. O Campeão do Mundo terminou em quarto, o que representa a primeira ausência do australiano do pódio desde Jerez no ano passado. Cal Crutchlow, Álvaro Bautista, Valentino Rossi, Stefan Bradl, Nicky Hayden (Ducati) e Ben Spies completaram a lista dos dez primeiros. O melhor CRT acabou por ser o piloto da casa Aleix Espargaró aos comandos da máquina da Power Electronics Aspar.

TAGS Catalunya

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™