Conferência de imprensa repleta de notícias dá início a Le Mans

france lemans pre event press conference
Quinta, 17 Maio 2012

A conferência de imprensa de pré-evento do Monster Energy Grand Prix de France, em Le Mans nesta quinta-feria, viu Casey Stoner, da Repsol Honda Team, anunciar a retirada no final da época de 2012 do MotoGP™, enquanto Valentino Rossi fez saber que continua por mais dois anos.

Stoner já tinha negado os rumores quanto ao final da sua carreira, contudo ele tornou agora público que não vai continuar a correr depois do final da época de 2012. Ele disse: “Após muito pensar, muito falar com a minha família e mulher, isto tem sido um tema recorrente nos últimos anos e no final desta época de 2012 não vou renovar para alinhar no Campeonato de 2013. Vou terminar a minha carreira no final desta temporada de MotoGP e sigo em frente com coisas diferentes na minha vida.”

“Após muitos anos a praticar este desporto que adoro, e pelo qual eu e a minha família fizemos tantos sacrifícios, após tantos anos a tentarmos chegar onde estamos hoje, este desporto mudou muito e mudou ao ponto de já não o desfrutar. Não tenho paixão por ele e, por isso, é melhor retirar-me agora.”

“Houve muitas coisas que me desapontaram e também muitas coisas que adorei neste desporto, mas infelizmente o balanço foi na direcção errada. Assim, basicamente, não vamos continuar mais. Seria bom poder dizer que ia ficar mais um ano, mas depois onde pararia? Por isso, decidi parar como estou.”

Quanto à corrida, Stoner espera resolver os problemas de vibrações que o têm afectado ao longo da época até ao momento: “Lutámos um pouco com vibrações, em especial nas últimas duas corridas, e é algo que queremos mesmo reduzir, pelo que teremos de trabalhar muito aqui.”

Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, que está a apenas um ponto do Campeão do Mundo, ficou surpreso com o anúncio do australiano: “É uma surpresa para mim, para todos. Não o esperava. Ouvi os rumores e pensei que havia a possibilidade, mas pensei que ele continuaria no próximo ano. Agora ele já o disse; penso que não são boas notícias para o MotoGP, mas a decisão de viver tranquilamente com a família é dele e temos de a respeitar.”

O espanhol vai tentar recuperar a liderança do Campeonato no domingo numa pista de que gosta: “Le Mans é uma das minhas pistas preferidas. Desde a minha estreia na primeira linha em 2003 que tenho tido bons resultados, pelo que estou contente por aqui estar.”

Cal Crutchlow (Monster Yamaha Tech 3) viu o lado mais suave do anúncio de Stoner: “Com o Casey a fazer este anúncio talvez ele possa abrandar um pouco e deixar-me ocupar um lugar nos três primeiros. Eles [os extra-terrestres] não cometem erros. Talvez tenham de mudar o que comem ao jantar na noite antes, ou algo do género.”

E após uma corrida para esquecer no ano passado em Le Mans para a equipa, Crutchlow está agora apostado em dar continuidade ao bom momento de forma: “Estou desejoso, mas o tempo pode fazer sempre das suas. Penso que no este ano temos tido boas prestações, se bem que o Estoril foi desapontante. Lutámos mesmo um pouco com a afinação e talvez um pouco comigo próprio. Mas espero que possamos seguir em frente este fim-de-semana em Le Mans.”

Valentino Rossi também fez um grande anúncio ao dar a conhecer que vai continuar a correr por mais dois anos, mas antes comentou as palavras de Stoner: “Sim, é uma grande surpresa. Penso que são más notícias para o mundo do MotoGP porque no final da época talvez venhamos a perder um dos grandes pilotos e um grande rival. É negativo, mas a decisão é dele. Para mim é muito complicado compreender onde é que começaram as notícias da minhas saída. Quero correr no MotoGP por mais dois anos.”

Le Mans foi o local do único pódio do italiano com a Ducati no ano passado, algo que lhe dá confiança: “Tive alguns maus resultados em Le Mans, mas também boas memórias. Não estivemos muito mal em Portugal e vamos tentar continuar da mesma forma e tentar melhorar a nossa prestação para tentarmos ficar mais perto dos que estão à nossa frente. No ano passado foi aqui que conseguimos o melhor resultado com a Ducati, pelo que estamos optimistas.”

A fechar o evento esteve o herói da casa e piloto CRT Randy de Puniet: “É uma corrida muito importante mim, mesmo não tendo uma moto para estar no topo este ano. Mas no topo das CRT. Penso que será uma pista difícil para as CRT porque temos duas ou três grandes acelerações, como na recta oposta, mas nunca se sabe o que acontece com o tempo. Espero estar a 100% com a moto depois da minha queda no Estoril porque ainda sinto muitas dores nas costelas. Espero mesmo ser o primeiro entre as CRT neste fim-de-semana perante o meu público.”

TAGS France

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™