Iannone regista enfática vitória em casa em Mugello

Moto2™ oferecido por
Domingo, 15 Julho 2012

O herói da casa Andrea Iannone, da Speed Master, assinou impressionante vitória em casa este domingo no Grande Prémio de Itália TIM, em Mugello, depois de bater Pol Espargaró e Tom Lüthi.

Marc Márquez, do Team CatalunyaCaixa Repsol, foi quem partiu melhor, mas foi seguido de perto por Pol Espargaró (Pons 40 HP Tuenti) e por Bradley Smith (Tech 3 Racing). Nas primeiras curvas Claudio Corti (Racing Team) fez uma incursão pela gravilha, caindo várias posições.

Ao cabo de duas voltas eram já várias as quedas, nomeadamente de Alex de Angelis (NGM Mobile Forward Racing) e Max Neukirchner (Kiefer Racing). A 17 voltas do final Espargaró quase tocou na roda traseira do companheiro de equipa de Corti, Takaaki Nakagami, à entrada para a Curva 1 e evitou queda por pouco.

Nakagami estava muito empenhado, ascendendo ao segundo posto uma volta mais tarde enquanto ia atrás de Lüthi (Interwetten-Paddock), com Márquez e Iannone atrás. O nipónico não perdeu tempo a chegar a primeiro e liderou o grupo na volta seguinte. O piloto da casa Alesandro Andreozzi sofreu queda nessa volta, colocando ponto final ao ataque ao grupo da frente perante o seu público. Pouco depois foi a vez de Mike Di Meglio (Cresto Guide MZ Racing), que deixou cair a moto na gravilha.

Com o grupo a entrar para a 13ª volta o companheiro de equipa de Espargaró, Axel Pons, e Xavier Siméon (Tech 3) sofreram queda, enquanto Elena Rosell (QMMF Racing Team) desistiu com problema mecânico. Enquanto isso, Lüthi chegava à frente da corrida, com Márquez a passar para terceiro à frente de Iannone, que pouco depois foi também batido por Espargaró. Massimo Roccoli (Desguaces La Torre SAG) sofreu acidente mais atrás, enquanto Rabat, da Pons, também foi ao chão.

Contudo, Espargaró deu esperanças à equipa ao lutar com Márquez e depois passou Nakagami para chegar a segundo. A nova voltas do final Simone Corsi (Came IodaRacing Project) saiu de pista, mas voltou à corrida. Espargaró e Lüthi tocaram-se na luta pela liderança a oito voltas do final e estiveram bem ao evitar a queda com o espanhol a passar para primeiro. Márquez esteve perto de cair ao puxar forte, enquanto Toni Elías (Mapfre Aspar Team) sofria queda e levava à apresentação da bandeira de óleo por alguns instantes.

A seis voltas do final Espargaró começou a ganhar vantagem na frente, levando Iannone e Lüthi atrás de si. À entrada para as duas últimas voltas Iannone estava na cola da roda do espanhol, enquanto Lüthi cometeu erro à entrada para a Curva 1, mas manteve a posição. O italiano acabou por passar Espargaró na Curva 1 na volta seguinte, proporcionando emocionante última volta. Iannone manteve a posição até ao final, batendo Espargaró por pouco e relegando o suíço para terceiro. Smith e Márquez completaram a lista dos cinco primeiros, com o espanhol a manter a liderança do Campeonato com 34 pontos de margem sobre Espargaró e Iannone, que estão empatados. Scott Reddin (Marc VDS Racing Team), Nakagami, Dominique Aegerter (Technomag-CIP), Corti e Johann Zarco (JiR Moto2) completaram o Top 10.

TAGS Italy

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™