Pedrosa mais perto do título após corrida de chuva forte na Malásia

Domingo, 21 Outubro 2012

Numa dramática corrida assolada por uma chuvada torrencial e várias quedas no Grande Prémio de Motociclismo da Malásia, em Sepang, foi Dani Pedrosa, da Repsol Honda Team, que melhor dominou as condições climatéricas para vencer à frente de Jorge Lorenzo e Casey Stoner.

 

Numa corrida declarada molhada desde o início, foi Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, quem partiu melhor para se colocar à frente de Pedrosa. Valentino Rossi (Ducati Team) fez boa partida desde 11º para salta para quarto na primeira volta. Andrea Dovizoso (Monster Yamaha Tech 3), que fez má partida, recuperou pelo pelotão e não tardou a passar Rossi para chegar a quarto e ir atrás de Casey Stoner (Repsol Honda), em terceiro.
 
Lorenzo, que optou pelo pneu de chuva traseiro mais macio, tinha pequena margem sobre Pedrosa a 18 voltas do final, com este último a rodar com o traseiro mais duro. Todas as Yamahas da grelha., bem como Karel Abraham (Cardion AB Racing) optaram pela combinação pneu traseiro macio e frontal duro, com os restantes a escolherem borrachas duras para a frente e trás. Contudo, uma volta mais tarde e Pedrosa já estava colado a Lorenzo.
 
Mais atrás, Stoner liderava um grupo, a cerca de cinco segundos da frente, com Dovizioso, Rossi, Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP), Nicky Hayden (Ducati Team), Álvaro Bautista (San Carlo Honda Gresini) e Cal Crutchlow (Tech 3). A 12 voltas do final Pedrosa continuava na roda traseira de Lorenzo. Atrás, na mesma volta, Ben Spies (Yamaha) sofreu forte queda quando rodava em décimo, terminando a corrida mais cedo. Ele foi levado para o centro médico para avaliação de lesão no ombro.
 
Rossi também perdeu contacto com Dovizioso e caiu para nono, enquanto o seu companheiro de equipa Hayden subia a quinto. Mais uma passagem pela linha de meta e era o drama para Dovizioso, que também caiu e desistiu da corrida que continuava a ser assolada pela forte chuva. Foi na última curva desta volta que Pedrosa passou Lorenzo e assumiu a liderança pouco depois do meio da corrida e o piloto da Repsol mostrou-se desde logo mais confortável ao estabelecer pequena vantagem. Entretanto, Colin Edwards (NGM Mobile Forward Racing) desistia com problema mecânico.
 
Ao longo da prova foram várias as quedas; Crutchlow foi ao chão na última curva, seguido quase instantaneamente por Randy de Puniet (Power Electronics Aspar). Depois, e na mesma volta, assistiu-se ainda a Brald a perder a frente da sua Honda satélite, assim como à desistência de Iván Silva (Avintia Blusens) por queda. Enquanto isso, na pista, Rossi mostrava-se no sei meio e tinha passado Bautista para chegar a quinto. As emoções estavam a tornar-se fortes na frente, com Lorenzo a começar agora a perder terreno para Stoner depois de já ter cedido a liderança a Pedrosa.
 
A chuva continuou a cair com intensidade e a 15 voltas do fim Lorenzo apanhou um susto, evitando uma queda segundos antes da apresentação da Bandeira Vermelha por motivos de segurança. Após muita deliberação sobre o reatar, ou não, da prova, as condições deterioraram-se ainda mais e Pedrosa acabou por ser declarado o vencedor, com Lorenzo e Stoner a completarem o pódio. Pedrosa está agora a 23 pontos de Lorenzo, menos que uma vitória, quando faltam disputar 50 pontos nas duas últimas corridas. Hayden assinou um fantástico quarto lugar, à frente de Rossi, Bautista, Barberá, do companheiro de equipa de De Puniet, Espargaró, James Ellison (Paul Bird Motorsport) e Abraham.
TAGS Malaysia

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™