Terol e Elías satisfeitos com ritmo de Jerez

Moto2™ oferecido por
Terça, 21 Fevereiro 2012

Os pilotos da Mapfre Aspar assinaram o mesmo tempo durante a última sessão do Teste Oficial de três dias de Jerez e estão já desejoso pelo próximo ensaio em Março.

Nico Terol e Toni Elías completaram o teste de Jerez satisfeitos com os resultados atingidos durante os três dias de trabalho na pista andaluza. Ambos os pilotos foram cedo para a pista no último dia, concentrando os esforços no desenvolvimento da afinação das suas montadas. Terol tentou ganhar mais aderência traseira e eliminar algumas vibrações na frente. Elías trabalhou para estabilizar mais a suspensão e chassis nas curvas rápidas. A dupla terminou o dia com a mesma marca, 1m43,60s, e revelou estar satisfeita com as prestações conseguidas depois de ter rodado no segundo 43 durante a maior parte do dia. Os pilotos da Mapfre Aspar Team completaram 394 voltas – Toni 226 e Nico 168 – ao longo dos três dias do teste.

Nico Terol 1m43,60s (62 voltas):
"Estou mesmo contente com os resultados deste último dia em Jerez. Fisicamente sinto-me melhor com a Moto2 e consigo fazer mais voltas. Na última sessão do dia consegui ser consistente no segundo 43, mas depois começámos a sentir problemas de vibração na frente. É aqui que vejo a minha falta de experiência na categoria porque tentei resolver o problema um pouco depressa demais. Os meus mecânicos fizeram um grande trabalho e seguimos em frente sem dificuldades. Posso dizer que este teste foi mesmo positivo porque os tempos já estão muito rápidos e também porque melhorámos todos os dias. O ritmo foi perfeito durante estes três dias, penso que esta é a chave para o progresso."

Toni Elías 1m43,60s (71 voltas):
"Saio de Jerez contente porque fizemos claros progressos. Avançámos rapidamente e estivemos sempre cada vez mais perto do tempo da frente. Hoje entrámos pela primeira vez no segundo 43 e tendo em conta que da última vez que aqui estivemos eu mal consegui rodar abaixo do segundo 45, é um bom resultado. Estou contente porque a moto trabalha cada vez melhor e estou a acostumar-me a ela de forma gradual. É claro que ainda temos espaço para melhorar, mas trabalhámos muito durante estes três dias e graças a isso recolhemos muita informação para analisar durante esta paragem que temos até ao próximo teste. Também estou contente com a equipa, temos uma boa relação de trabalho, penso que estamos a trabalhar na direcção certa."

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™