Moto2™ ruma a Misano para continuar luta pelo título

Moto2™ oferecido por
Segunda, 10 Setembro 2012

O contingente da Moto2™ tem muito trabalho pela frente no Grande Prémio Aperol de São Marino e da Riviera de Rimini deste fim-de-semana, onde vai dar tudo para apanhar Marc Márquez, do Team CatalunyaCaixa Repsol, que conta com 48 pontos de vantagem na frente da classificação.

Márquez, vencedor da dura corrida do ano passado, vai certamente contar com a companhia de Andrea Iannone (Speed Master), que vai tentar impressionar em casa. Ele foi terceiro no embate do ano passado e tentará compensar a ausência do pódio em Brno. Contudo, é Pol Espargaró (Pons 40 HP Tuenti) quem estará mais motivado para reduzir a diferença para o rival espanhol depois de não ter tirado o melhor partido da pole na última corrida. Ele nunca foi além de quinto em Misano, mas espera que o seu ritmo o ajude a desafiar Márquez.

Tom Lüthi (Interwetten-Paddock), que esteve em grande forma em Brno, espera repetir a boa prestação para garantir a segunda vitória da época e ultrapassar Espargaró para segundo da geral. Os pilotos da Marc VDS Racing Team composta por Scott Redding e Mika Kallio, quinto e sexto classificados do campeonato respectivamente, tentarão rodar melhor que na última corrida, onde Kallio foi sétimo e Redding cai na primeira volta.

A defender as cores nacionais estará Alex de Angelis (NGM Mobile Forward Racing), o único piloto de Rimini. Ele falhou o pódio no ano passado por pouco, terminando em quarto, mas será certamente uma ameaça depois da sólida prestação aos comandos da FTR na última corrida. Os italianos Simone Corsi (Came IodaRacing Project) e Claudio Corti (Italtrans Racing Team) também vão tentar impressionar enquanto esperam subir na classificação geral.

Bradley Smith (Tech 3 Racing), que terminou no pódio em Misano por duas vezes nas classes mais baixas e garantiu a pole em 2010, vai tentar repetir esse ritmo e obter um bom resultado com a Mistral 610. A fechar o grupo está Dominique Aegerter (Technomag-CIP), que mostrou bons momentos de forma nos últimos tempos depois de ter chegado a liderar o GP de Indianápolis durante algumas voltas; ele vai tentar manter esse tipo de andamento até ao final da corrida e conquistar o primeiro pódio da época.

Max Neukirchner (Kiefer Racing), que se lesionou em Brno, vai ser substituído pelo gaulês Mike Di Meglio. Após mais exames médicos Neukirchner viu ser-lhe diagnosticada uma segunda fractura a meio da mão, o que faz com que não possa correr. Di Meglio corria pela German MZ Racing Team na Moto2, formação à qual se juntou antes de Mugello. A MZ ainda não indicou piloto de substituição. A Arguiñano Racing Team também vai substituir o lesionado Ricky Cardús com o sul-africano Steven Odendaal.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™