MotoGP™ regressa à Europa com jornada de Brno

Quarta, 22 Agosto 2012

A grelha do MotoGP™ tem menos de uma semana para voltar ao trabalho no bwin Grande Prémio da República Checa neste fim-de-semana, onde a categoria rainha vai competir no popular traçado checo pela 43ª vez na história do campeonato.

A competição volta a estar totalmente em aberto depois de Dani Pedrosa, da Repsol Honda Team, ter assinado impressionante vitória em Indianápolis para reduzir a diferença para o líder do Campeonato Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, para apenas 18 pontos. Pedrosa, que é o único piloto com pontos somados em todas as jornadas já disputadas, vai tentar apagar as más memórias da última visita à pista onde caiu a meio da prova quando liderava. Lorenzo, que esta época não ficou abaixo de segundo nas corridas que terminou, vai tentar estar no ritmo com o objectivo de dilatar a margem sobre o compatriota.

O companheiro de equipa de Pedrosa, Casey Stoner, que lutou para terminar em quarto no fim-de-semana passado apesar de fractura e rupturas de ligamentos no tornozelo direito, vai ter dificuldades para repetir o triunfo do ano passado em Brno. Ainda assim, o australiano nunca desiste e vai certamente estar em bom plano desde o início. Quem deverá estar por perto é o piloto satélite Andrea Dovizioso aos comandos da Monster Yamaha Tech 3. Ele tem estado em grande forma já com cinco pódios este ano. O seu mais próximo rival e companheiro de equipa Cal Crutchlow espera inverter a sorte na República Checa, já que quer redimir-se da desistência na última ronda.

Outra luta de pilotos satélite a ter em atenção é de Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP) e de Álvaro Bautista (San Carlo Honda Gresini), que estão agora separados por dois pontos na classificação. Bautista, que levou a melhor em Indianápolis, caiu em Brno no ano passado e vai dar o máximo para conseguir um bom resultado desta feita. Valentino Rossi, da Ducati Team, conta com seis vitórias em Brno e vai tentar colocar a sua Desmosedici mais à frente na classificação depois de ter lutado com problemas de aderência traseira nos Estados Unidos. O companheiro de equipa Nicky Hayden, que fracturou a perna e mão direitas em grande queda, não vai alinhar na corrida e não será substituído pela equipa.

Ben Spies, da Yamaha, voltou a ser tocado pelo azar quando o motor partiu quando rodava na segunda posição em Indy, pelo que estará desejoso por alguma boa sorte. No ano passado ele foi quinto em Brno, um resultado que deixaria o americano satisfeito neste momento. Héctor Barberá (Pramac Racing Team), que fracturou a 6ª vértebra em queda nos treinos no ‘Brickyard’, vai ser substituído por Toni Elías, tal como nas duas últimas corridas. Quem tem regressado à forma é o piloto da casa Karel Abraham com a Cardion AB Racing. Ele vai certamente tentar um bom resultado em casa e reatar a sua época.

entre os pilotos CRT, Yonny Hernandez (Avintia Blusens) e o seu companheiro de equipa Iván Silva são os nomes a bater depois de se terem destacado na última jornada. Os seus maiores rivais continuarão a ser os homens da Power Electronics Aspar, Randy de Puniet e Aleix Espargaró, que continuam na liderança das CRT. Michele Pirro (San Carlo), Mattia Pasini (Speed Master), Danilo Pectrucci (Came IodaRacing Project), Colin Edwards (NGM Mobile Forward Racing) e James Ellison (Paul Bird Motorsport) voltam a fazer parte da grelha.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™