Stoner vitorioso em acidentado Iveco TT Assen

Sábado, 30 Junho 2012

Casey Stoner, da Repsol Honda Team, venceu o acidentado Iveco TT Assen deste sábado ao levar a melhor sobre Dani Pedrosa e Andrea Dovizioso.

A corrida começou com muito drama, com Álvaro Bautista, da San Carlo Honda Gresini, a colocar Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, fora da corrida na primeira curva, incidente que está a ser avaliado pela Direcção de Corrida. Após isto, a dupla da Repsol Honda Team, Dani Pedrosa e Stoner, ficaram na liderança da corrida, com o companheiro de equipa de Lorenzo, Bem Spies, na perseguição.

Ao cabo de duas voltas surgiu o desgosto para Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP), que sofreu queda quando rodava em quarta e ficou, pela primeira esta temporada, sem terminar a corrida. Enquanto isso, Nicky Hayden (Ducati Team) fez uma incursão pela gravilha na última curva, mas logrou regressar à pista com a sua montada.

Com as Honda a conseguirem pequena margem na frente, os acidentes continuaram no resto do pelotão, com Yonny Hérnandez (Avintia Bluses) a terminar a sua corrida na gravilha. A 19 voltas do final Andrea Dovizioso (Monster Yamaha Tech 3) passou Spies para assumir o terceiro posto naquela que foi uma animada luta entre ambos pela última posição do pódio. O companheiro de equipa de Dovi, Cal Crutchlow, que rodava em nono após ter evitado a confusão do início da corrida, debatia-se com dificuldades para passar as Ducati de Hayden e Valentino Rossi, bem Héctor Barberá, da Pramac Racing Team.

Na mesma volta, Colin Edwards (NGM Mobile Forward Racing) desitiu com problemas mecânicos. Volvidas cinco passagens pela linha de meta Crutchlow conseguiu passar Barberá para ocupar o sétimo posto naquilo que era uma contenda pela quinta posição. Umas voltas mais tarde Crutchlow dava continuidade ao ataque, passando Rossi para rodar em sexto e ir atrás de Hayden, que também superou algumas voltas depois.

Aleix Espargaró (Power Electronics Aspar) desistiu quando faltavam 11 voltas para o final, colocando ponto final nas suas esperanças de ser o melhor piloto CRT da jornada. Uma volta mais tarde Rossi entrou para as boxes com um bocado do pneu traseiro em falta; a formação tratou de trocar a borracha da moto do italiano, que voltou pouco depois à corrida. Enquanto isso, na frente Stoner passou Pedrosa, que parecia estar com algumas dificuldades.

A seis voltas do final as duas Honda deram mostras de reduzir o ritmo, mas contavam já com sete segundos de margem sobre Spies, que rodava um segundo mais rápido. Mais atrás, Barberá evitou queda no meio da luta com Hayden pela sexta posição. Três voltas antes do final Dovizioso apanhou Spies uma vez mais e a dupla voltou a envolver-se em animado despique pelo mais baixo do pódio. O italiano atacou na Curva 1, na última volta, e não mais a perdeu.

No final foi Stoner quem viu a bandeira de xadrez primeiro, igualando Lorenzo no topo da classificação, enquanto Pedrosa foi segundo e Dovi somou mais um pódio esta época. Atrás do trio terminaram Spies, Crutchlow, Hayden, e Barberá. Com o contingente das CRT a beneficiar de numerosas quedas, o companheiro de equipa de Espargaró, Randy de Puniet, terminou em oitavo, à frente de Michelo Pirro (San Carlo Honda Gresini) e de Mattia Pasini (Speed Master’s Mattia Pasini). Rossi terminou em 13º com escassos 0,002s de vantagem sobre James Ellison (Paul Bird Motorsport). Karel Abraham (Cardion AB Racing) não partiu para a corrida dado a sua lesão se ter revelado demasiado severa para alinhar na prova.

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™