Pedrosa na primeira linha, Stoner em 7º no Japão

Sábado, 13 Outubro 2012

Numa qualificação muito excitante com vista ao Grande Prémio do Japão a Repsol Honda Team terminou com Dani Pedrosa na segunda posição e com Casey Stoner em sétimo.

Pedrosa, que de manhã assinou o melhor tempo da tabela combinada dos livres, perdeu a pole nos momentos finais da qualificação, as com uma volta em 1m45,215s vai partir da primeira linha da grelha pela nona vez consecutiva, mantendo o ataque a Jorge Lorenzo – hoje na pole – na luta pelo ceptro do MotoGP.

 

No fim-de-semana do regresso à competição depois de ter falhado as últimas três corridas devido a lesão no tornozelo, Casey Stoner progrediu ao longo de todas as sessões, mas seguiu uma direcção errada na afinação da RC213V na fase final da qualificação. Apesar de ainda não se sentir confortável na moto, Stoner conseguiu rodar três décimos abaixo do recorde do circuito (1m45,745s) e vai tentar fazer boa partida desde a sétima posição da grelha.

Dani Pedrosa

"No final não sabia os tempos dos outros e estava a dar o máximo que podia para terminar na primeira linha da grelha porque na minha última saída estava em oitavo. Tive muitos problemas de vibração na qualificação e ainda não sabemos porquê. Esteve tudo bem durante os livres, mas esta tarde foi muito complicado fazer um bom tempo. Finalmente, o segundo lugar é suficientemente bom e espero que possamos evitar estas vibrações na corrida de amanhã. O principal será escolher o pneu traseiro correcto e ser consistente durante toda a corrida porque o ritmo será forte.”

Casey Stoner

"Para ser franco, pensei que hoje tinha a possibilidade de terminar na primeira linha. No primeiro pneu macio que usámos conseguimos um tempo muito bem e sabia que tínhamos algo extra de reserva, tanto eu como a moto. Pensámos que com o segundo pneu macio iríamos melhorar, mas infelizmente seguimos na direcção errada com a moto e não tinha aderência traseira, pelo que decidi jogar pelo seguro e não puxar demais. Fisicamente estou um pouco dorido, mas nada de especial, só estou a lutar para levantar a moto à saída das curvas para a direita e isso está a tornar mais difícil afinar a moto. A minha equipa já notou que os meus ângulos de inclinação neste momento não estão nada próximos do normal. Não consigo tirar o pé do caminho, pelo que não posso inclinar a moto o suficiente, nem levantá-la depressa à saída da curva. Não sei o que esperar amanhã. Vou tentar ter mais uma boa noite de descanso e fazer o melhor amanhã.”

Comunicado de imprensa Repsol Honda Team.

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™