Pedrosa na pole em qualificação marcada por acidentes em Indianápolis

Sábado, 18 Agosto 2012

A dramática sessão de qualificação para o Red Bull Grande Prémio de Indianápolis foi marcada por fortes quedas, mas no final foi Dani Pedrosa, da Repsol Honda Team, quem levou a melhor e garantiu a pole à frente de Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso.

Pedrosa assinou a melhor volta de sempre em Indy no segundo 38 alto, relegando Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, para segundo da grelha depois de ter lutado com a moto nas sessões anteriores. Andrea Dovizioso, da Monster Yamaha Tech 3, completa a primeira linha depois de ter melhorado a sua moto satélite de forma constante ao longo do fim-de-semana. Na frente da segunda linha, em quarto, está o companheiro de equipa de Lorenzo, Ben Spies, que esteve muito bem ao sair ileso de grande queda quando tentava uma volta canhão. Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP) deverá estar muito contente com o dia de trabalho, pois assinou o quinto tempo.

Casey Stoner (Repsol Honda), que garantiu o sexto registo, sofreu grande acidente no início da sessão ao ser cuspido da moto, o que obrigou à apresentação da bandeira vermelha, e resultou em pequenas fracturas marginais no tornozelo.. Ele está a ser alvo de mais exames médicos no Hospital Metodista de Indianápolis para confirmar a lesão e determinar o seu estado físico para a corrida de amanhã. Em sétimo ficou Cal Crutchlow (Tech 3), que não conseguiu igualar o feito do companheiro de equipa, mas estará contente com a sua sessão depois de ter sofrido duas quedas nos treinos anteriores.

Nicky Hayden (Ducati Team) foi outro piloto a ser cuspido da moto na mesma curva que Stoner e Spies (Curva 13), já perto do final da sessão e ficando mesmo inconsciente durante alguns segundos. A bandeira vermelha voltou a ser mostrada enquanto Hayden recebia tratamento médico no local. Ele não sofreu lesões graves, mas foi declarado inapto para correr devido à contusão e fracturas em dois metacarpos. O tempo que registou colocá-lo-ia no oitavo posto da grelha. A terceira linha é completada por Álvaro Bautista (San Carlo Honda Gresini), em nono, com Randy de Puniet (Power Electronics Aspar) a apresentar uma excelente prestação para fechar o Top 10 com a sua CRT.

Valentino Rossi (Ducati) só conseguiu o 11º posto depois de apanhar um susto na Curva 13, o que fez abortar a volta rápida. Os wild cards CRT, Steve Rapp (Attack Performance) e Aaron Yates (GPTech) conseguiram qualificar-se para a corrida em 22º e 23º, respectivamente.

Héctor Faubel (Pramac Racing Team), que foi substituído por Toni Elías após fracturar três vértebras ontem, está de volta a Barcelona para mais avaliações médicas.

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™