Márquez domina até à vitória em Indianápolis

Moto2™ oferecido por
Domingo, 19 Agosto 2012

Marc Márquez, do Team CatalunyaCaixa Repsol, dominou rumo à vitória na corrida de Moto2™ do Red Bull Grande Prémio de Indianápolis, à frente de Pol Espargaró e Julián Simón, dilatando um pouco mais a vantagem na frente do Campeonato.

Andrea Iannone, da Speed Master, foi quem largou melhor, à frente de Pol Espargaró, da Pons 40 HP Tuenti, e de Dominique Aegerter, da Technomag-CIP. E foi Aegerter quem foi o mais rápido nas primeiras voltas ao passar para a frente. Márquez, que não fez boa partida, passou Iannone e Espargaró de forma agressiva nas duas primeiras voltas para ir atrás do suíço, que passou na recta da meta a 23 voltas do final.

Na volta seguinte Espargaró, que tinha caído na classificação, passou Julián Simón (Blusens Avintia) enquanto tentava reduzir a diferença para Márquez na frente. Duas voltas mais tarde Iannone e Espargaró passaram Aegerter, que parecia estar a abrandar. O espanhol não tardou então a encontrar o ritmo que tinha apresentado durante o fim-de-semana ao passar o italiano para chegar a segundo. Simón tirou partido da manobra e foi logo atrás para ocupar o terceiro posto. Na mesma volta assistia-se à desilusão de Elena Rosell (QMMF Racing Team), que sofreu queda. Enquanto isso, Iannone parecia estar a abrandar, sendo também passado por Mika Kallio (Marc VDS Racing Team) e Aegerter. A 15 voltas do final Alessandro Andreozzi (S/Master Speed Up) caiu e desistiu, mas saiu ileso do contratempo.

A 11 voltas do final Márquez contava já com seis segundos de margem, enquanto Iannone era décimo. Tom Lüthi (Interwetten-Paddock) começava então a encontrar alguma forma e lutava com Kallio pelo quarto posto. Na mesma volta, Yuki Takahashi (NGM Mobile Forward Racing) viu-se forçado a ir às boxes para montar novo pneu frontal. Pouco depois Xavier Siméon (Tech 3 Racing) escorregou e baeu em Alex de Angelis (NGM), colocando ambos fora da corrida e com De Angelis a ficar muito aborrecido, mas ambos saíram ilesos. A seis voltas do final o companheiro de equipa de Aegerte, Roberto Rolfo, também terminou a prova mais cedo com problemas de pneus e dores no joelho recém operado.

Nas últimas voltas os homens da frente da Moto2 separaram-se muito, com Márquez a manter a calma depois de pilotagem sem erros para aumentar a vantagem no Campeonato com enfática vitória à frente de Espargaró, segundo, e Simón, terceiro. Márquez conta agora com mais 39 pontos que Espargaró, enquanto Simón somou o primeiro pódio desde 2011 em Portugal. Mika Kallio venceu a luta pelo quarto posto, à frente de Lüthi, Scott Redding (Marc VDS), Aegerter, Simone Corsi (Came IodaRacing Project), Iannone Claudio Corti (Italtrans Racing Team).

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™