Pedrosa arrecada segunda vitória da temporada em Indianápolis

Domingo, 19 Agosto 2012

Foi o piloto da Repsol Honda Team Dani Pedrosa que assinou o triunfo do Red Bull Grande Prémio de Indianápolis numa corrida agitada, à frente de Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso.

Apesar de Pedrosa ter sido o primeiro a cruzar a linha da meta, foi o piloto da Yamaha Factory Racing Ben Spies que liderou as primeiras voltas, depois de ter ultrapassado o espanhol. Lorenzo (Yamaha), o único piloto aos comandos de um protótipo que optou por pneu traseiro macio, não fez uma boa partida, mas cedo conseguiu chegar até à terceira posição, tentando forçar a ultrapassagem ao homem da Monster Yamaha Tech 3 Andrea Dovizioso. Ainda na primeira volta da corrida, o piloto da Speed Master Team Mattia Pasini caiu, mas sem qualquer consequência.

Ainda das primeiras voltas, Pedrosa e Spies travaram uma interessante luta pela frente da corrida, ainda sem Lorenzo perto de si. Entretanto, o piloto da Repsol Honda Casey Stoner, que levou uma injecção para as dores antes da corrida depois ter fracturado o tornozelo direito e ter feito uma ruptura de ligamentos, forçava a ultrapassagem a Álvaro Bautista (San Carlo Honda Gresini). A 24 voltas do final, Pedrosa conseguiu passar definitivamente para a frente da corrida e, uma volta mais tarde, Stoner conseguiu alcançar a quinta posição depois de passar o homem da LCR Honda MotoGP Stefan Bradl.

A 22 voltas do final, Ben Spies ficou sem motor, levando mesmo a que tivessem sido mostradas as bandeiras a assinalar óleo em pista. O piloto americano da Yamaha imediatamente encostou junto à linha. Este problema acabou por ter consequências para o grupo que o seguia, com Stoner a ir para trás de Dovizioso e Bradl. Michele Pirro (San Carlo) e Danilo Petrucci (Came IodaRacing Project) também foram afectados pela falta de sorte, acabando por abandonar devido a problemas técnicos. Três voltas mais tarde, o piloto britânico da Tech 3 British Cal Crutchlow perdeu a frente da moto na curva 4, pondo fim à sua corrida. Entretanto, Stoner conseguia chegar ao terceiro posto, enquanto Randy de Puniet (Power Electronics Aspar) abandonava com problemas mecânicos.

A 12 voltas do final, Pedrosa, que rodava a um ritmo alucinante, quase perdeu o controle da moto, mas conseguiu impedir a saída para a relva. Isto não fez o espanhol abrandar e logo voltou a recuperar o ritmo. Cinco voltas mais tarde, Dovizioso estava já na traseira de Stoner, acabando por passar o australiano lesionado e chegando assim à terceira posição.

No final, o domínio de Pedrosa levou-o à segunda vitória da temporada, à frente de Lorenzo e Dovizioso, subindo pela quinta vez este ano ao pódio. Lorenzo mantem a liderança do Campeonato, apesar da sua vantagem ter sido encurtada para 18 pontos. Contudo, a melhor prestação do dia foi para Stoner, que cerrou os dentes e alcançou um tremendo quarto lugar apesar da lesão. Bautista garantiu o quinto posto, à frente de Bradl, do homem da Ducati Team Valentino Rossi e do piloto da Cardion AB Racing Karel Abraham. Nas CRT, o melhor foi Yonny Hernandez (Avintia Blusens)em nono, à frente do companheiro de De Puniet, Aleix Espargaró.

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™