Lorenzo conquista pole em emocionante qualificação no Red Bull GP dos EUA

Sábado, 28 Julho 2012

Jorge Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, esteve em ritmo recordista durante a qualificação de hoje para o Red Bull Grande Prémio dos Estados Unidos, em Laguna Seca, ao conquistar a pole nos segundos finais para partir para a corrida à frente de Casey Stoner e Dani Pedrosa.

Lorenzo deixou para a última volta o ataque para conquistar a quarta pole consecutiva na pista, destronando Stoner, da Repsol Honda Team, que tinha assinado novo recorde do traçado poucas voltas antes. A completar a primeira linha da grelha, em terceiro, está o seu companheiro de equipa Dani Pedrosa, que brilhou durante os livres de ontem, mas não conseguiu igualar os dois mais rápidos da qualificação, que estiveram impressionantes.

A segunda linha é liderada pelo companheiro de equipa de Lorenzo, Ben Spies, que sofreu queda forte a 12 minutos do final. Apesar de ter saído do incidente algo abalado, ele voltou à pista nos minutos finais da sessão. Ao lado do piloto da casa, em quinto, ficou Cal Crutchlow (Monster Yamaha Tech 3) que não mostrou estar afectado pela queda de ontem e terminou a apenas dois décimos de Spies. Andrea Dovizioso completa completa a segunda linha totalmente composta por pilotos Yamaha, mas o italiano vai certamente tentar tudo para voltar a levar a melhor sobre o companheiro de equipa na corrida de amanhã.

O sétimo posto da grelha foi assinado por Álvaro Bautista (San Carlo Honda Gresini), que estará contente com a ligeira melhoria depois de um fim-de-semana aquém do esperado até ao momento. Ao lado do espanhol partirá outro dos pilotos da casa, Nicky Hayden (Ducati Team), o melhor entre os pilotos aos comandos da Desmosedici. A completar a terceira linha estará Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP), que recuperou bem de incursão pela gravilha na primeira volta, na famosa Saca-rolhas.

O companheiro de equipa de Hayden, Valentino Rossi, fecha a lista dos dez primeiros após mais uma desapontante qualificação para o transalpino. Ele vai voltar a apostar tudo na sua tradicional consistência em corrida para recuperar posições amanhã. O melhor piloto CRT foi Randy de Puniet, da Power Electronics Aspar, que terminou em 11º. Steve Rapp, aos comandos da CRT da Attack Performance, não se qualificou para a corrida ao registar um tempo fora dos 107% da melhor marca. Isto obriga Rapp a assinar um tempo dentro deste limite durante o warm up de amanhã para poder participar na prova. Além da queda de Spies, Mattia Pasini (Speed Master) também foi ao chão, mas felizmente saiu ileso do contratempo.

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™