"Um homem que admiro e de quem gosto" – Diz Hervé Poncharal sobre Cal Crutchlow

‘A man I appreciate and love’ – Herve Poncharal on Cal Crutchlow
Quarta, 21 Agosto 2013

Hervé Poncharal revelou o que sente por perder os serviços de Cal Crutchlow no final da presente época do MotoGP™. O britânico, que faz parte da Monster Yamaha Tech3 de Poncharal desde 2011, vai juntar-se à Ducati Team em 2014.

 

Em conversa com o motogp.com numa entrevista exclusiva, o Director Desportivo Poncharal falou primeiro sobre a assinatura de Espargaró:
 

“O Verão foi afectado primeiro pela partida do Cal e depois pelas boas notícias da entrada do Pol na equipa em 2014. Vendo o que o Pol está a fazer na Moto2, estou certo que vai ser... um sucesso instantâneo. Acredito que que ele vai estar entre os cinco, seis primeiros muito cedo na época. Estou muito animado porque a equipa vai ter o Bradley Smith e o Pol Espargaro, ambos vindos da Moto2 e vão puxar muito um pelo outro.”
 
O gaulês continuou descrevendo abertamente a relação de proximidade com Crutchlow, tanto como piloto, como enquanto amigo, assim como o seu futuro:
 
“Já o disse muitas vezes, mas quero voltar a dizê-lo: O Cal é um piloto muito especial para mim. Já tivemos muitos pilotos, são 30 anos de trabalho – pelo que é fácil imaginar quantos já tivemos! Penso que o Cal vai ficar na nossa memória como um dos melhores.”
 
“O que querem que faça? Que chore? Tenho uma relação incrível com ele, na pista e fora dela. É um piloto que respeito muito e um homem que admiro e de quem gosto. Não fico contente por o perder, mas por outro lado ele tomou uma decisão que penso ser muito importante na sua carreira; vai ser piloto oficial, vai ter um ordenado decente e, se conseguir fazer as coisas funcionar onde alguns grandes nomes falharam, penso que será muito emocionante. Vamos continuar a segui-lo; ele vai continuar a vir comer à nossa hospitality, vai continuar a visitar-nos entre corridas nas nossas instalações e quem sabe o que vai acontecer? Dentro de dois, ou três anos ele pode estar outra vez connosco.”
 
“Enquanto director da Tech3, tentei fazer-lhe a melhor proposta possível. Enquanto amigo, falámos. Por vezes é difícil gerir a Tech3 e tentar dar-lhe conselhos ao mesmo tempo – como qualquer outro piloto, o Cal procurava conselhos e foi uma grande decisão para ele. Acredito que fez uma boa escolha. Não sei se será a mais correcta... [pausa]... Acredito que foi a escolha certa. Ele vai ser piloto de fábrica, tem um grande desafio pela frente e terá o apoio de muitos técnicos de topo.”
 
O actual companheiro de equipa de Cruchlow, Bradley Smith também está triste por ver o compatriota partir, mas está desejoso por voltar a lutar com o antigo rival Espargaró.
 
“Estou muito desapontado por ver o Cal partir,” diz Smith. “É muito bom tê-lo na box e ele cria uma grande atmosfera. O Pol é alguém contra quem corri durante toda a minha carreira; os nossos caminhos foram muito semelhantes ao longo das nossas carreiras. Vai ser bom ter alguém da mesma idade e ele vai ser um estreante como eu. (Contudo) vai ser apenas mais um – e um que tenho de tentar bater.”

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™