Pilotos da Avintia Blusens desagradados com o Texas

Terça, 23 Abril 2013

Os sorrisos eram poucos na garagem da Avintia Blusens após a difícil segunda jornada da época no Texas. Héctor Barberá tinha-se mostrado confiante na possibilidade de lutar pela liderança das CRT, mas ele e o companheiro de equipa Hiroshi Aoyama lutaram para terminar em 18º e 17º, respectivamente.

 

Após os problemas no Qatar duas semanas antes, Barberá foi para os Estados Unidos com novo alento, apesar da sua motivação ter sido afectada com o desenrolar do fim-de-semana.
 
“Não estou mesmo contente,” começou. “Parece que os problemas nos perseguem, mesmo com a equipa a fazer tudo bem. Na corrida, por exemplo, comecei a ter uma vibração enorme a partir da terceira volta. O início foi bom, mas a embraiagem estava a patinar. Estou muito aborrecido com tudo porque não estamos a atingir as nossas metas e sei que somos capazes.”
 
No final, Aoyama acabou por terminar à frente do companheiro de equipa espanhol.
 
“Terminei em 17º, mas não posso estar muito contente com isso,” disse o nipónico. “Este fim-de-semana foi muito duro, mesmo tendo em conta que não nos demos muito mal quando olhamos também para os problemas que tivemos antes dos treinos e todas as outras dificuldades que sentimos.”
 
“Fiz boa partida e tentei manter-me com os outros, mas comecei a perder terreno de forma gradual devido às vibrações. É um problema que temos de resolver porque está a impedir-me de ser rápido. Queria agradecer aos mecânicos foram uns dias difíceis para todos e eles trabalharam de forma incansável.”

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™