Bradl com falta de velocidade à saída das curvas

Bradl lacking in corner exit speed
Segunda, 26 Agosto 2013

Stefan Bradl começou o Grande Prémio da República Checa da oitava posição. Apesar do germânico ter subido duas posições aquando do final da prova, ele e a LCR Honda MotoGP esperavam mais.

 

Brno revelou-se uma tarde de domingo solitária para o Campeão do Mundo de Moto2™ de 2011, que terminou quase a dez segundos de Álvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini), mas com mais de 15 de margem sobre Andrea Dovizioso (Ducati Team).
 
“A sexta posição não é má quando se tem em conta todo o fim-de-semana, mas queria mesmo ter sido mais rápido,” começou Bradl. “Não conseguimos melhorar a moto como queria porque tive muitos problemas com a aderência lateral em ambos os lados do pneu traseiro.”
 
“Tive de lutar para levantar a moto para conseguir um pouco mais de aderência à saída da curva para acelerar. Tentei muitas coisas para poupar o pneu traseiro durante a corrida, mas aqui, com estas longas curvas, é preciso ter boa velocidade em curva e, no início, estava atrás do (Valentino) Rossi e do (Bradley) Smith e vi que eles tinham mais velocidade em curva.”
 
“Queríamos ficar com o Rossi e com o Bautista, mas não fui capaz de manter aquela velocidade. Vamos para Silverstone e continuar a trabalhar.”
 
O Hertz Grande Prémio de Inglaterra do próximo fim-de-semana será a terceira e última corrida de uma sequência de três consecutivas. Em 2012 Bradl qualificou-se em nono e terminou em oitavo.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™