Bridgestone explica decisão dos pneus para a corrida

Sexta, 18 Outubro 2013

Após os treinos de sexta-feira em Phillip Island a Bridgestone solicitou aos pilotos de MotoGP™ que usassem o pneu traseiro mais duro na corrida de domingo.

 

Em 2013 Phillip Island tem novo piso, algo que de forma geral recebeu críticas positivas dos pilotos. Contudo, depois de analisar os dados de sexta-feira e devido aos níveis de degradação, os pilotos dos protótipos e das CRT foram instados a usar o composto traseiro mais duro de entre os disponíveis para a corrida de domingo.
 
“A FP1 desta manhã foi a nossa primeira oportunidade de avaliar o efeito do novo asfalto de Phillip Island na prestação dos pneus e ficou logo aparente que o novo piso oferece mais aderência, o que resultou em tempos muito rápidos,” confirmou Shinji Aoki, Director do Departamento de Desenvolvimento de Pneus de Competição da Bridgestone. “Foi muito bom ver os tempos aproximarem-se da melhor volta do circuito logo no primeiro dia!!
 
“Esperávamos que o novo asfalto no traçado tivesse o potencial de tornar este circuito ainda mais duro para com os pneus, pelo que analisámos os pneumático usados pelos pilotos hoje para vermos se era esse o caso. A nossa análise mostra que o asfalto tornou esta pista mais dura com os pneus, pelo que decidimos que – apesar dos pilotos poderem continuar a usar os slicks traseiros mais macios nas restantes sessões e qualificação – para a corrida todos os pilotos devem usar a opção de pneu traseiro mais duro que têm disponível.”
 
O Tissot Grande Prémio da Austrália de domingo é composto por 27 voltas, o que se traduz em 120 km.
TAGS Australia

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™