Cudlin entra para PBM com reestruturação

Segunda, 23 Setembro 2013

O australiano Damian Cudlin assinou com PBM para ocupar o lugar de Yonny Hernández, que está agora a substituir Ben Spies. No processo, a PBM decidiu trocar Michael Laverty para a moto ART, enquanto Cudlin usa a moto feita pela equipa.

 

Com Spies ainda de fora, Hernández foi autorizado pela PBM a terminar o contrato mais cedo para se juntar à Ignite Pramac Racing para novo desafio. A sua moto ART na PBM vai agora ser pilotada pelo antigo companheiro de equipa Laverty, enquanto Cudlin, de 30 anos, regressa ao MotoGP™ com a tarefa de fazer roda a máquina produzida pela própria PBM, tanto em Aragão neste fim-de-semana, como no GP da Austrália no próximo mês.
 
“A PBM está desejosa por trabalhar com o Damian nos GPs de Aragão e Phillip Island, onde ele vai correr com a moto PBM,” explica o Director Técnico da formação, Phil Borley. “Com a sua experiência e conhecimentos, esperamos continuar o desenvolvimento da nossa moto e ter um fim-de-semana em conjunto positivo. Infelizmente não vamos ter a oportunidade de testar antes, pelo que as primeiras sessões serão muito importantes para o Damian se acostumar à moto, aos pneus Bridgestone e aos travões de carbono. O objectivo é melhorar as sensações do Damian em cada sessão e dar-lhe uma moto com a qual se sinta confiante para correr.”
 
“O Michael vai trocar para a moto ART nas próximas corridas já que se sentiu contenta quando a testou após a corrida de Misano e estamos interessados em ver se podemos melhorar os nossos mais recentes resultados.”
 
Cudlin -– Campeão da Alemanha IDM de Supersport de 2010 e mais recentemente piloto do Mundial de Resistência – fez uma corrida de MotoGP™ até à data pela Pramac, já dois anos no Japão. Ele também participou em provas na categoria de Moto2™ no ano passado.
 

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™