Duplo Top 5 para a Ducati Team

Double top five finish for Ducati Team
Segunda, 20 Maio 2013

A Ducati Team apresentou-se muito mais forte no Monster Energy Grande Prémio de França, com Andrea Dovizioso a liderar boa parte da corrida para terminar em quarto, enquanto o companheiro de equipa Nicky Hayden foi quinto, o melhor resultado da formação desde o GP da Malásia em 2012.

 

Vindo da primeira linha da grelha, Dovizioso saltou para a liderança no início e aí continuou em luta directa com Dani Pedrosa até o piloto da Repsol Honda Team acabar por passar para a frente a meio da corrida para vencer.
 
“É sempre bom estar na frente do pelotão!” sorriu Dovizioso, que trocou a Monster Yamaha Tech 3 pela Ducati este ano. “Estou mesmo contente com as minhas sensações com a moto e, enquanto os pneus estiveram bons, consegui gerir bem a situação. O Dani tinha mais que eu, mesmo assim consegui manter bom ritmo.”
 
“Tínhamos boa aderência, o que nos ajudou a fazer boa corrida, mas conforma a pista foi secando os pneus começam a desgastar-se muito. Não consegui manter o ritmo nas últimas seis, ou sete voltas e, infelizmente, não terminei no pódio. Lamento-o pela equipa, mas tivemos um fim-de-semana positivo em todos os aspectos, até no seco.”
 
Hayden também terminou entre os cinco primeiros, depois de pressionar Valentino Rossi até ao piloto da Yamaha Factory Racing cometer um erro que o fez acabar na gravilha de La Chapelle.
 
“As corridas molhadas são complicadas, especialmente quando não se tem muito tempo para afinar a moto!” começou o Campeão de 2006. “Fiz uma grande partida e ganhei algumas posições nas primeiras curvas. De início não me sentia muito bem, mas comecei a melhorar e a aproximar-me do grupo da frente quando estavam a lutar entre si. Gostei muito disso, especialmente quando a pista estava mais molhada. As coisas tornaram-se mais difíceis quando começou a secar, mas mantive-me lá.”
 
“Estava a tentar passar o Rossi e quando ele caiu levantei a moto e alarguei a linha. Concentrei-me e tentei reduzir a diferença, mas cometi um erro e depois do Márquez me passar limitei-me a tentar chegar ao fim. Os cinco primeiros é o nosso melhor resultado da época, mas cheguei a pensar que tinha a possibilidade de conseguir algo mesmo bom. Ainda assim, houve momentos neste fim-de-semana em que mostrámos mais potencial que no resto do ano e estou desejoso por Mugello.”
 
O piloto de testes da Ducati Team, Michele Pirro, também teve um bom dia ao terminar em oitavo aos comandos da moto do lesionado Ben Spies, na Ignite Pramac Racing.

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™