Gadea substitui lesionado Lüthi

Moto2™ oferecido por
Quinta, 7 Março 2013

Sergio Gadea vai voltar à acção nas duas primeiras jornadas do Campeonato do Mundo de Moto2™ de 2013 no lugar do lesionado Tom Lüthi.

 

A estrela do Team Interwetten Paddock Tom Lüthi foi submetido a segunda bem sucedida operação após o acidente sofrido nos testes de pré-época a 14 de Fevereiro e continua a recuperar.
 
Após a primeira cirurgia horas depois do acidente, na qual os ossos fracturados no cotovelo direito foram aparafusados, o piloto foi alvo de nova pequena intervenção na segunda-feira passada para unir os três ligamentos do ombro direito.
 
Na noite de quarta-feira Lüthi teve alta do hospital. “Estou contente por as operações, anestesias, analgésicos e ambiente do hospital serem agora uma coisa do passado e por poder olhar para o futuro e concentrar-me totalmente na recuperação,” disse. Lüthi regressou de imediato à fisioterapia ao braço direito. Ele está a trabalhar com toda a energia para o mais rápido regresso possível aos Grandes Prémios, com o objectivo a ser o pleno de forma no primeiro GP europeu em Jerez.
 
Para o último teste oficial em Jerez, de 18 a 21 de Março, e, neste momento, para as duas primeiras corridas da época no Qatar e Texas, o espanhol Sergio Gadea foi o escolhido para substituir Lüthi. O valenciano de 28 anos conquistou três vitórias nas 125cc em nove anos de Grandes Prémios e também garantiu um pódio no primeiro ano da Moto2, em 2010. No final de 2011 ele sofreu feio acidente no Grande Prémio do Japão, em Motegi, e ficou de fora durante várias semanas. Ele não conseguiu apoios suficientes para garantir presença no mundial em 2012.
 
Substituir Tom Lüthi dá a Gadea a possibilidade de regressar aos Grandes Prémios ao mais elevado nível técnico e de impressionar equipas e patrocinadores uma vez mais. Para o Team Interwetten Paddock, o acordo com Gadea representa a oportunidade de alinhar nas duas primeiras provas da época sem acelerar a recuperação de Tom Lüthi.
 
Sergio Gadea
“Poder voltar ao campeonato do mundo com uma equipa tão profissional e com uma moto tão competitiva é uma oportunidade fantástica para mim. Tentei manter-me em boa forma durante o ano passado rodando com todo o tipo de motos e esperei por uma oportunidade como esta. Os tempos estão difíceis em Espanha, o que torna muito complicado encontrar apoios para este desporto. Estou ainda mais contente com esta oportunidade e vou dar tudo para conseguir os melhores resultados possíveis.”
 
“A Suter MMX2 é a máquina campeã do mundo e fala por si, tal como as vitórias e pódios conseguidos pelo Tom e pela sua equipa com esta moto. Mas não há milagres neste desporto e apesar de ter mais de um ano de experiência na Moto2, não posso esperar ser capaz de competir ao mesmo elevado nível logo no momento do regresso. Mas estou confiante porque tive bons resultados em Jerez e no Qatar no passado. Durante os testes de Jerez vou tentar conhecer e compreender o máximo possível da moto, depois veremos onde estamos em comparação com os nossos rivais. Estou desejoso por andar com a moto!“
 
Daniel M. Epp – patrão da equipa
“Estamos todos muito contentes com o sucesso da segunda operação do Tom e por ele continuar a recuperar rapidamente. Mas ainda é realista admitir um período de recuperação de dois meses, motivo pelo qual nomeámos o Sergio Gadea como piloto de substituição para os testes de Jerez e, tudo indica, para as primeiras duas corridas da época. Com três vitórias e um total de 18 pódio, o Sergio provou que é um piloto de topo dos Grandes Prémios. Ele merece mais uma oportunidade. Com o Sergio na nossa equipa o Tom pode fazer a recuperação passo a passo e sem pressas. Mas é claro que estamos prontos para o recebermos assim que estiver de novo apto!”

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™