Gino Rea volta à acção em Le Mans

Moto2™ oferecido por
Quarta, 8 Maio 2013

Gino Rea participar pela primeira vez numa jornada da presente época da Moto2™ quando o campeonato voltar à acção em Le Mans na próxima semana. O inglês, que angariou os seus próprios fundos depois de ter ficado sem equipa para 2013, diz ao motogp.com que está “desejoso” para voltar à pista.

 

Rea devia estar a alinha na presente campanha com a ESGP, mas equipa retirou-se antes dos testes de pré-época por ter perdido um patrocinador.
 
Como confirmado na quarta-feira, quando foi apresentada a lista de inscritos oficial para a jornada gaulesa do Campeonato, Rea vai competir sob as cores da Gino Rea Race Team.
 
Na segunda-feira o londrino levou a cabo um shakedown da sua FTR em Le Mans.
 
“Basicamente, a FTR construiu a versão de 2013, que é uma modificação da 2012, de acordo com o que testámos em Ameria em Novembro,” explica Rea. “Eles vão dar-nos todas as possibilidades que estávamos à procura.”
 
Desesperadamente a precisar de fundos para competir, Rea está de regresso às pistas graças ao apoio do público, já que os fãs deram a sua contribuição através do GinoReaClub.com.
 
“O apoio tem sido fantástico na página de donativos,” acrescenta o piloto de 23 anos. “Não pensei que houvesse tanta gente a querer ajudar-me a voltar à pista! Queria dizer um grande muito obrigado a todos. Há algumas corridas que estamos a planear, como Le Mans e o meu evento caseiro em Silverstone, que de outra forma não teríamos mesmo a possibilidade de fazer. Também tenho de agradecer ao meu pai David, ao Dave Crawford e à FTR por todo o apoio e árduo trabalho já levado a cabo. Tem sido muito motivador e agora estou desejoso por voltar”
 
“É algo diferente, ter o próprio nome na equipa, mas até gosto. Dá-me liberdade de fazer o que quero e de dirigir as coisas, desde que o orçamento o permita. É bom fazermos as coisas à nossa maneira e dá-nos alguma liberdade.”
 
Apesar do teste em Le Mans na segunda-feira com pneus Dunlop usados para a nova especificação frontal que foi introduzida na Moto2 em Jerez no fim-de-semana passado, Rea está contente por se ter sentido logo à vontade com a FTR.
 
“Surpreendentemente, senti-me confortável,” continua. “Não esperava bons tempos por volta; na verdade esperava estar muito longe porque não tinha rodado num circuito desde Novembro. Esperava estar enferrujado, mas senti-me em casa desde o início com a FTR, a ver o que funcionava e não funcionava. É claro que ainda precisamos de mais tempo para a termos como queremos, pelo que não posso ter grandes expectativas neste momento. Mais, todos testaram e correram durante todo o ano, mas o meu objectivo era terminar nos pontos.”
 
“Desde Novembro que tenho estado a fazer motocross e estou ao melhor nível de sempre por causa de todo o trabalho de ginásio que pude fazer. O meu objectivo agora é voltar a tempo inteiro em 2014, se conseguir. De momento é muito cedo para dizer, mas quero continuar a mostrar a minha cara no paddock. A Moto2 é claramente onde quero estar.”
 
Rea vai juntar-se à acção com a moto número 8, como um dos wildcards ao lado do malaio Hafizh Syahrin, que vai correr com uma Kalex da Petronas Raceline Malaysia.
TAGS 2013

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™