Lorenzo e Rossi de olhos no desafio de Sepang

Quarta, 9 Outubro 2013

Jorge Lorenzo vai para Sepang sabendo que conquistou o primeiro ceptro no circuito malaio em 2010. Desta vez, a tarefa é somar mais pontos que o líder do Campeonato Marc Márquez, e quantos mais melhor.

 

Com quatro Grandes Prémios por disputar e 100 pontos em jogo, o estreante Márquez (Repsol Honda Team) está à frente do Campeão do Mundo Lorenzo (Yamaha Factory Racing) com 39 pontos de vantagem. Com uma diferença de cinco pontos entre primeiro e segundo nas corridas (25 e 20, respectivamente), Lorenzo sabe que tem de apostar nas vitórias e, ao mesmo tempo, esperar que o principal rival tenha problemas.
 
“Começamos agora a grande viagem, com três corridas consecutivas, e enfrentamos a última parte do campeonato – a parte crucial,” reconhece Lorenzo antes da ronda oriental que leva o paddock à Malásia, Austrália e Japão.
 
“Depois de Aragão, onde lutámos muito forte, vamos agora para um circuito especial. Sepang é uma pista que todos conhecem muito bem. Creio que todos os pilotos estarão fortes porque fizemos lá vários testes de pré-época. Sepang é um traçado longo e técnico, com duas grandes rectas, mas também com algumas boas curvas. O pior é sempre o clima, nunca sabemos se vai chover.”
 
“Tenho boas memórias daqui, mas temos de manter a concentração na corrida e tentar recuperar um pouco face ao Márquez. O campeonato está difícil, mas queremos lutar até ao fim. Vamos ver o que acontece!”
 
Lorenzo pode beneficiar para a ajuda do antigo rival e actual colega de equipa na Yamaha, Valentino Rossi, que venceu em Sepang por seis vezes desde 2001.
 
“O circuito de Sepang é uma pista de que gosto muito – tive grandes vitórias aqui,” começa o italiano, que na última prova no MotorLand Aragón assinou o quinto pódio de 2013.
 
“Penso que é bastante favorável à Yamaha. É fisicamente muito exigente porque é muito quente, mas também é uma grande pista e um grande desafio por isso mesmo. Quero tentar ter um bom fim-de-semana e trabalhar arduamente na afinação para estar competitivo na corrida.”
 
No que toca ao Campeonato de Construtores, a Yamaha está a 26 pontos da Honda à chegada ao Shell Advance Grande Prémio da Malásia, enquanto no que respeita às equipas a Yamaha Factory Racing está a 73 da Repsol Honda Team.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™