Lorenzo deliciado, mas Rossi procura mais

Lorenzo overjoyed but Rossi looking for more
Domingo, 16 Junho 2013

A vitória em casa no Grande Prémio Aperol da Catalunha fez de Jorge Lorenzo o primeiro a assinar três vitórias na época de 2013 do MotoGP™. Uma tarde tranquila para o companheiro de equipa na Yamaha Factory Racing, Valentino Rossi, viu o italiano terminar em quarto, a 5,8s do vencedor.

 

O domingo revelou-se um dia perfeito para o Campeão do Mundo que não só conquistou a segunda vitória consecutiva e a terceira em Barcelona em quatro anos, mas também porque foi a 26ª da carreira, o que lhe permitiu passar para a frente do Campeão de 1993 Kevin Schwants no que toca à tabela de vencedores de todos os tempos da categoria rainha.
 
“Um dia perfeito,” começou Lorenzo. “Para ser franco, não esperava vencer; sabia que tinha hipóteses, mas não como em Mugello onde estava mais convicto que conseguiria ganhar. Foi uma corrida muito difícil em termos físicos uma vez que foi a corrida mais quente do ano. Dei os 100% durante toda a corrida porque o menor erro teria sido um desastre.”
 
“Fiquei surpreso no início, esperava apenas passar o Cal (Crutchlow), mas também passei o Dani (Pedrosa). Tirei partido disso e tentei abrir uma vantagem, mas não foi o suficiente para me isolar; o Dani esteve lá e lutámos um pouco. Finalmente, porque estava mentalmente forte e nunca desisto, consegui alguma vantagem nas últimas cinco voltas e o foi o bastante para ganhar.”
 
O quarto lugar de Rossi representou uma melhoria face ao acidente na primeira volta no seu GP em casa há 15 dias, mas o múltiplo Campeão do Mundo ainda está à procura de mais.
 
“Queríamos tentar chegar ao pódio, mas foi uma boa corrida,” começou o italiano. “Corrida a corrida, tirando azares como em Mugello, temos crescido e sou capaz de rodar um pouco melhor com a moto. Ainda temos alguns desafios, especialmente na primeira parte da corrida onde ainda não tenho a melhor afinação para dar o máximo.”
 
“Ao cabo de algumas voltas o meu ritmo não era tão mão e não estávamos muito longe dos da frente. Fizemos bom trabalho e vamos ter mais dois dias de testes para tentar melhorar. Não desistimos, vamos dar mais um passo e não estaremos tão longe da frente.”
 
Lorenzo está agora a sete pontos do líder, Dani Pedrosa (Repsol Honda Team).

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™