Mahindra aponta MotoGP™ como meta de longo prazo

Mahindra sets MotoGP™ as long-term goal
Segunda, 4 Março 2013

A Mahindra conta com nova equipa numa altura em que o construtor indiano se prepara para competitiva época de Moto3™ em 2013. Como o MotoGP™ a ser a meta a longo prazo, Miguel Oliveira e Efren Vazquez compreendem muito bem o desafio que têm pela frente.

Proveniente de Bombaim e com um braço do Mahindra Group, a equipa de Moto3 está apostada em forte época para destacar a Índia no mapa dos desportos motorizados.

“Vimos logo no primeiro teste que a moto tem muito potencial,” explica Oliveira numa entrevista de pré-época do motogp.com. “Estamos a trabalhar arduamente para atingirmos os resultados que queremos. Ainda há um longo caminho a percorrer para chegarmos aos da frente, mas a diferença já não é tão grande como era.”

“Acreditámos neste projecto desde o início e trabalhámos muito durante o Inverno,” acrescenta Vazquez. “Quando chegámos ao primeiro teste em Valência vimos que era uma boa moto com bom motor. Devemos conseguir bons resultados esta temporada.”

Com a companhia mãe a traçar metas significativas para o futuro, o Director Desportivo Massimo Biagini acredita que os primeiros passos fortes podem ser dados em 2013.

“Antes de tudo, o projecto pretende mostrar às pessoas que somos competitivos,” começa o italiano. “É claro que o objectivo é ganhar corridas, mas talvez seja necessário um pouco mais de tempo para isso. Ainda temos de encontrar forma de o fazer, mas isso só nos motiva a fazer melhor. É um projecto longo. De momento queremos ser competitivos e mostrar o nosso potencial na Moto3, mas a Mahindra quer passar para a Moto2 se conseguirmos mostrar que somos competitivos.”

Mais, Biagini tem grande confiança na sua combinação de corrida: “Todos conhecem o valor dos nossos pilotos. Ambos já mostraram no passado que são muito bons e que podem vencer corridas; isso é uma grande motivação para construirmos a melhor moto possível para colocar estes dois pilotos em posição de vencerem corridas.

Da mesma forma, Oliveira admite que os erros podem ser reduzidos. “Nas primeiras corridas do ano passado quis um pouco dar nas vistas,” confessa o jovem de 18 anos de Almada. “Agora, com esta nova moto, penso que temos de trabalhar passo a passo, seguir em frente e não cometer erros. Penso que estou em boa posição para lutar pelos três primeiros.”

“O nosso objectivo é passar para a Moto2 e depois, no futuro, para o MotoGP, pelo que primeiro temos de mostrar o nosso potencial na Moto3,” conclui Biagini.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™