Yamaha estreia "seamless" para maior oposição à Honda em Misano

Misano Press Conference
Quinta, 12 Setembro 2013

O GP Aperol de São Marino e da Riviera di Rimini, no Misano World Circuit Marco Simoncelli, teve início nesta tarde de quinta-feira com a conferência de imprensa de pré-evento, com o líder do Campeonato do Mundo e piloto da Repsol Honda Team, Marc Márquez, a dupla da Yamaha Factory Racing, Jorge Lorenzo e Valentino Rossi, Andrea Iannone, da Energy T.I. Pramac Racing, Livio Suppo, o Director de Equipa da Repsol Honda, bem como o Director Geral da Yamaha Factory Racing, Lin Jarvis.

 

O principal motivo de conversa foi se a lesão de Márquez no ombro, contraída em Silverstone, tinha melhorado, ou não: “Sinto muito bem, quase a 100%. Não está perfeito, o ombro, mas tenho boas memórias de Misano. Rodei sempre bem aqui e parece a que a Honda é muito boa aqui. Brno e Silverstone são circuitos grandes, com curvas rápidas. Este é mais pequeno, mas normalmente rodo muito bem em traçados pequenos."
 
Mas foi Lorenzo quem reclamou todas as atenções ao anunciar a chegada da transmissão “seamless” à Yamaha, o que coloca a formação ao mesmo nível da Honda em termos de caixa de velocidades: “Vamos tê-la [transmissão “seamless”] para o fim-de-semana. Podemos dizer isso. Amanhã! Depois de uma agradável vitória em Silverstone, normalmente Misano é bom para mim, terminei sempre em primeiro, ou segundo no MotoGP. Gosto da pista e penso que estamos em boa forma.”
 
Rossi, que corre em casa, tem boas recordações da pista: “Sim, é uma pista especial para mim porque cresci aqui; a primeira vez que andei numa moto a sério foi aqui. É o meu GP caseiro, pelo que é uma pista especial e da qual gosto. Tive bons resultados aqui no passado, em particular com a Yamaha, mas também o meu melhor resultado com a Ducati no ano passado. Temos de melhorar face às últimas três corridas e tentar lutar com os da frente.”
 
"Vamos experimentar a nova caixa de velocidades a partir de amanhã e estamos muito contentes. É claro que é importante, é muito boa para o piloto uma grande ajuda. Misano é uma pista onde usamos muito a caixa de velocidades, pelo que espero que isso seja uma vantagem quando estivermos a lutar com as Honda.”
 
Iannone, que está a ter muitas lesões no primeiro ano no MotoGP™, está, ainda assim, contente com os progressos: “Sim, muitas, muitas [lesões]! Mas tudo bem, é uma época difícil para mim este ano. A minha última lesão no ombro é um grande problema, as últimas três corridas foram muito duras, com muitas dores, mas o pessoal da Clínica Móvel tem experimentado soluções diferentes e na semana passada trabalhei muito para tentar melhorar a situação. Estou muito contente com a evolução e penso que estarei bem neste fim-de-semana; vou dar o meu melhor."
 
Suppo confirmou não só que a Honda "production racer" está a revelar-se competitiva nos testes, mas também concordou que o campeonato no seu todo está a rumar na direcção certa. Ele também teve de responder a questões sobre o eventual regresso de Casey Stoner: “Claro. Temos de encontrar forma de arranjar motos minimamente competitivas e a bons preços para as equipas. Não é fácil porque o nível das motos de fábrica é muito elevado, mas estamos a tentar. A Yamaha está a fazer algo semelhante, o que é bom.”
 
"É claro, quando se fala do Casey todos estão interessado em saber se vai voltar um dia, mas não há nada mais de momento. Ele está a gostar [de testar] e isto é um sonho para qualquer construtor. Temos muita, muita sorte. Ele adora andar de moto porque isso é algo que não tem igual. Por isso está contente por estar a testar."
 
Por seu lado, Jarvis falou dos planos da Yamaha para o próximo ano e brincou dizendo que foi a pressão dos pilotos que trouxe a “seamless” para as corridas: “Ao início do dia de hoje anunciámos a renovação com a Tech3 por mais dois anos, o que é muito importante porque vão usar especificações de fábrica. E agora acabámos de vir da conferência de imprensa da Forward Racing; temos um programa de um ano para lhes fornecer uma solução para antiga classe CRT. Vamos fornecer-lhes o conjunto. Eles ainda não estão prontos em termos de pilotos, mas o projecto está a ganhar forma, o que é excitante. Além disso, é a nossa segunda corrida em casa, em Itália, numa altura muito atarefada. E agora introduzimos nova caixa de velocidades, pela qual temos esperado um pouco, pelo que vai ser um fim-de-semana muito interessante.”

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™