Márquez mantém-se no topo no segundo dia de testes em Austin

Quarta, 13 Março 2013

Marc Márquez continuou a marcar o ritmo no segundo dia do teste privado desta semana no Texas. O estreante de 2013 voltou a terminar à frente do companheiro de equipa da Repsol Honda Team, Dani Pedrosa, com os demais sete pilotos a manterem a mesma ordem de ontem. Entretanto, a Yamaha deu o trabalho por terminado e iniciou o regresso à Europa.

Márquez, de 20 anos, foi quem retirou menos tempo à sua anterior melhor marca, mas foi o bastante para se manter à frente de Pedrosa por pouco mais de um décimo de segundo graças a uma marca de 2m03,853s. Apesar dos tempos não poderem ser levados muito a sério, o resultado deverá dar confiança extra ao Campeão do Mundo de Moto2™.

O segundo início de dia frio converteu-se depois em mais uma jornada de trabalho quente e de sol, com as temperaturas da pista a subirem de forma gradual apesar da pista se manter suja fora da trajectória – e, por isso, perigosa para todos. Os níveis de aderência na linha de corrida melhoraram, com Pedrosa a confirmar isso ao assinar o seu tempo numa das suas últimas voltas. Antes disso, o vice-Campeão de 2012, que hoje se concentrou principalmente na afinação da caixa de velocidades, liderou cinco dos seis dias de trabalho já efectuados na Malásia.
 
O programa da Yamaha Factory Racing foi dos mais condensados, com Jorge Lorenzo e Valentino Rossi a estarem já de regresso a casa após dois dias de adaptação ao traçado e de afinações. O italiano – a testar nova suspensão traseira assimétrica – ficou a mais de meio segundo do companheiro de equipa, enquanto o Campeão do Mundo ficou muito satisfeito com o facto da sua equipa ter feito o esforço de viajar até aos Estados Unidos para marcar presença no ensaio organizado pela Honda. Ele também fez uma tirada de 13 voltas, após a qual se mostrou particularmente satisfeito com a sua própria consistência. Contudo, ambos os pilotos da Yamaha admitiram preocupações com a maior rapidez das montadas de Márquez e Pedrosa neste momento.
 
Stefan Bradl com a sua LCR Honda MotoGP ficou entre as duas Yamaha e a apenas três décimos de Lorenzo. O germânico não tardou a tornar-se um adepto da subida da Curva 1 e também totalizou tempo extra de pista no traçado que vai receber a segunda jornada da época. Mantendo um olhar atento sobre os procedimentos, a Bridgestone vai escolher os compostos a usar na corrida do Texas após esta semana.
 
Dois pilotos CRT estiveram também no circuito. Blake Young, da Attack Performance, e Michael Barnes, da GPTech, terminaram o dia separados pouco mais de três décimos de segundo. Ambos vão participar nas três corridas americanas do calendário de 2013 como wildcards.
 
Circuito das Américas – Teste Privado – resultados Dia 2:
1. Marc Márquez – Repsol Honda Team – 54 voltas – 2m03,853s
2. Dani Pedrosa – Repsol Honda Team – 58 voltas – 2m03,976s
3. Jorge Lorenzo – Yamaha Factory Racing – 65 voltas – 2m04,351s
4. Stefan Bradl – LCR Honda MotoGP – 49 voltas – 2m04,640s
5. Valentino Rossi – Yamaha Factory Racing – 67 voltas – 2m04,960s
6. Blake Young – Attack Performance – 47 voltas – 2m13,641s - (CRT)
7. Michael Barnes – GPTech – 22 voltas – 2m13,993s – (CRT)

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™