Nakamoto: "A Honda RC está atrasada, mas será uma boa moto"

Quarta, 22 Maio 2013

O vice-Presidente Executivo da HRC disse ao motogp.com que a moto que vão oferecer aos privados no próximo ano está na última fase de desenvolvimento e quase pronta para começar os testes de pista.

A HRC está concentrada no desenvolvimento da Honda RC, a máquina de MotoGP que a marca nipónica vai oferecer às equipas privadas no ano que vem. Trata-se de uma moto que em termos de potência estará mais próxima das oficiais, se bem que não contará com válvulas pneumáticas, enquanto a caixa será convencional, por oposição aos sistema “Seamless” que equipam as máquinas da Repsol Honda. A capacidade do depósito de combustível será de 24 litros, contra os 20 das motos de fábrica, podendo dispor de 12 motores ao longo da temporada. As suspensões serão Showa.

 
Em declarações ao motogp.com efectuadas em Le Mans, Shuhei Nakamoto disse: “Até agora temos trabalhado no moto e no banco de ensaios; assim que atingirmos o rendimento esperado vamos iniciar a fase seguinte, centrada na colocação da moto em pista. No que toca ao programa inicial, estamos com quase um mês de atraso, mas estamos a tentar reduzir os prazos. Pelos dados que temos até agora, creio que será uma boa moto. Mas temos de continuar com o trabalho para conseguirmos bons níveis de fiabilidade e durabilidade que satisfação os nossos clientes.”
 
Os fornecedores de componentes desempenham papel importante no desenvolvimento desta moto. A Honda está a trabalhar com empresas que fazem parto do conglomerado da marca, principalmente a Nissin e a Showa. “Para a Nissin, que faz parte do nosso grupo, é muito importante o desenvolvimento das pinças e dos pistões dos sistemas de travões, e no MotoGP têm uma plataforma ideal para desenvolverem os seu produtos. O mesmo se passa com outras outras empresas ao nível das suspensões, motores, etc. A Nissin trouxe novos componentes para Le Mans, a ideia é que seja sempre o Brald a testá-los primeiros e quando confirma que há melhorias o teste passa a ser feito pelo Bautista, que é o responsável pelo desenvolvimento das suspensões Showa.”
 
Nakamoto também comentou o rendimento dos seus pilotos após a disputa de quatro corridas: “Esperava que o Marc ganhasse alguma corrida durante a temporada, mas não imaginava que fosse a segunda. Foi uma surpresa muito agradável. O Dani, depois de falhar no Qatar, recuperou as boas sensações e ganhou em Jerez e Le Mans. Espero que continue desta forma e que possa dar seguimento à boa sequência de vitórias do ano passado. No que toca ao Stefan, caiu muito, talvez demasiado. Trabalhamos com a equipa para lhes proporcionarmos uma afinação diferente e que ajude a terminar mais corridas.”
 
A sua relação com os pilotos não se centra unicamente nos pilotos actuais, mas também com Casey Stoner: “Sim, falamos com o Casey, mas basicamente das corridas em que ele participa nos V8 Supercars, na Austrália. Ele está a gostar destas corridas e creio que vá continuar por lá durante uns tempos.”
TAGS 2013

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™