Luta intensifica-se em Barcelona

Preview Catalunya MotoGP
Segunda, 10 Junho 2013

O Grande Prémio de Itália viu o Campeão do Mundo de MotoGP™ Jorge Lorenzo passar para a segunda posição da geral depois de assinar a segunda vitória do ano enquanto os planos dos rivais caíram por terra. O piloto da Yamaha Factory Racing procura agora chegar à liderança da classificação na ronda caseira dos três primeiros classificados.

 

Até Mugello Lorenzo ainda não tinha ganho desde a abertura da época no Qatar, em Abril. A segunda vitória da campanha e terceira consecutiva no traçado da Toscana deixou-o a 12 pontos do líder Dani Pedrosa, cujo companheiro de equipa na Repsol Honda Team, Marc Márquez, vai agora tentar recuperar após as quatro quedas sofridas na última jornada – a última delas a colocá-lo fora da corrida quando era segundo, o que o impediu de se tornar no primeiro estreante da história a conquistar cinco pódios consecutivos nas cinco primeiras jornadas da época.
 
Com Lorenzo, natural de Palma de Maiorca mas a viver em Barcelona, Pedrosa a ter nascido e crescido em Sabadell e Márquez a ser proveniente da pacata cidade catalã de Cervera, Barcelona é território caseiro para os três. Mais motivos ainda para lutarem pelo triunfo, como aconteceu com Pedrosa em 2008 e com Lorenzo em 2010 e 2012. A corrida será a primeira de Márquez em Montmeló aos comandos de uma máquina da categoria rainha, mas ele já venceu no traçado há três anos, nas 125cc.
 
Atrás dos três primeiros a diferença de pontos começa a ser mais reduzida. Com dois pódios nas duas últimas jornadas – o que faz dele o primeiro britânico a assinar pódios consecutivos na categoria rainha desde Ron Haslam em 1987 – está Cal Crutchlow, da Monster Yamaha Tech 3, a apenas seis pontos de Márquez, enquanto Andrea Dovizioso, da Ducati Team, foi um dos homens da primeira linha da grelha em Le Mans e em Mugello e relegou Valentino Rossi, da Yamaha Factory Racing, para sexto da geral. Uma repetição da impressionante vitória de 2009 do transalpino em Barcelona seria uma forma perfeita de apagar da memória o desaire da queda na primeira volta em casa.
 
Os incidentes na primeira curva do circuito da Catalunha não são algo inaudito; o mais memorável será, talvez, o dramático acidente que envolveu vários pilotos à partida para a corrida de 2006. Evitar esses problemas neste fim-de-semana será de grande importância para Rossi, que está a tentar melhorar o ritmo de corrida para fugir à chamada “zona de perigo”. Até à data, o nove vezes Campeão do Mundo tem sentido dificuldades para se adaptar à rápida sessão de qualificação Q2 de 15 minutos e ainda não conseguiu melhor que o quinto posto da grelha.
 
Incapaz de se qualificar de todo neste fim-de-semana estará Ben Spies; o piloto da Ignite Pramac Racing vai voltar a ficar de fora para recuperar dos problemas no músculo peitoral e no ombro. Tal como em França, o americano será substituído por Michele Pirro. O companheiro de equipa de Crutchlow, Bradley Smith, regressa à acção após fisioterapia, corte profundo num dedo e lesão contraída no pulso aquando da última jornada, mas onde se mostrou muito corajoso para terminar em nono.
 
Em todo o pelotão serão seis os pilotos de MotoGP™ que vão correr em casa, o que inclui Aleix Espargaró, que deverá contar com o forte apoio do seu clube de fãs “Esargarins”.
 
A primeira sessão de livres com vista ao Grande Prémio Aperol da Catalunha tem início pelas 09h55 locais de sexta-feira com as previsões climatéricas a serem de tempo seco e sol.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™