Armada espanhola ruma a Itália

Segunda, 27 Maio 2013

Parece que se espanhol é um requisito para se vencer corridas de Moto3™ em 2013. Ao cabo de quatro Grandes Prémios no ano passado o Campeonato contava com igual número de nacionalidades no mais alto do pódio. Esta época parece que se deverá manter a taxa de 100% de sucesso por parte dos pilotos espanhóis.

 

Em 2012 o espanhol Maverick Viñales assinou a vitória na primeira corrida, mas depois o triunfo ficou a cargo de um italiano, um germânico e um gaulês graças a Romano Fenati, Sandro Cortese e Louis Rossi, respectivamente. Um ano depois Viñales soma dois triunfos após os sucessos de Luis Salom e Alex Rins.
 
Se a história é algo que se possa ter em conta, Mugello deverá ter um final muito disputado. Os dois primeiros do ano passado (Viñales e Fenati) ficaram separados por apenas dois centésimos de segundo e os espectadores da casa adorariam mais um fim-de-semana de competição renhida.
 
As vitórias de Viñales, do Team Calvo (em Jerez e Le Mans), deixam-no com 13 pontos de vantagem sobre Salom (Red Bull KTM Ajo, com Rins (Estrella Galicia 0,0) a 29 do líder e também numa KTM.
 
Folger (Mapfre Aspar Team Moto3) é quarto com uma Kalex-KTM, com o sul-africano Brad Binder (Ambrogio Racing e aos comandos de uma Suter-Honda) a manter o quinto lugar apesar de estar ainda à procura do primeiro pódio da carreira. Na verdade, os três primeiros da corrida de este ano serão caras novas para o público italiano já que além de Viñales e Fenati mais nenhum dos actuais pilotos da Moto3 terminaram no pódio em Mugello em qualquer classe.
 
Enquanto isso, Miguel Oliveira (Mahindra Racing) vai tentar refazer a mão depois de duas corridas a zeros em Jerez e em Le Mans, em ambos os casos enquanto lutava por posições entre os cinco primeiros. O português ocupa o décimo posto da geral.
 
Haverá emoções fortes para os wild cards italianos Andrea Locatelli e Michael Coletti, a competirem pela Mahindra Racing e pela Minimoto Portomaggiore, respectivamente. Já Florian Alt ficará de forma; o germânico não vai poder rodar pela Kiefer Racing devido à fractura contraída no braço em França.
 
A julgar pela tabela de pontos, a Alemanha é o país que parece estar em melhores condições para bater Espanha no que toca à vitória caso Folger consiga manter o bom momento de forma, mas os italianos continuam a alimentar o sonho do primeiro triunfo caseiro na categoria mais baixa desde Simone Corsi, em 2008.
TAGS Italy

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™