Direcção de Corrida explica plano de contingência de Motegi

Race Direction explains Motegi contingency plans
Sexta, 25 Outubro 2013

Após os problemas climatéricos que afectaram o programa da ronda de Motegi do Campeonato do Mundo nesta sexta-feira, a Direcção de Corrida desenvolveu um plano de contingência para garantir que as três classes podem competir no AirAsia Grande Prémio do Japão.

Na sexta-feira todas as sessões de treinos livres foram canceladas devido à baixa base das nuvens que se abateu sobre o Twin Ring Motegi e que acabou por impedir o funcionamento dos helicópteros médicos. Paralisados por questões de segurança, os helicópteros têm de poder operar para responder a qualquer emergência médica que possa surgir. Tudo isto foi explicado numa conferência de imprensa na tarde de sexta-feira.
 
“Não estamos preparados para correr nestas condições quando há o risco de um piloto gravemente lesionado não receber os cuidados correctos,” comentou o Director de Corrida do MotoGP™ Mike Webb.
 
“A razão pela qual não temos aqui qualquer helicóptero é que, com a baixa base das nuvens, há falta de visibilidade que faz com que não seja seguro voar. O helicóptero tentou obter autorização para voar para o circuito desde quinta-feira e chegou mesmo a tentar levantar voo, mas foi depois obrigado a aterrar de novo. Assim que tivesse autorização para voar teríamos dez minutos para avisar as equipas, mas o helicóptero nunca teve autorização para voar.”
 
Para sábado estão previstas chuvas fortes durante a manhã, mas a Direcção de Corrida  espera que, pela tarde, a base das nuvens esteja mais alta, o que permitirá a operação do helicóptero médico. Actualmente está localizado a cinco minutos de voo do circuito, mas caso a base das nuvens no local se mantenha demasiado baixa o helicóptero será desmontado e transportado para a pista por estrada e depois montando de novo. Têm de estar disponíveis dois helicópteros médicos no circuito a qualquer momento e na sexta-feira passou-se muito tempo a analisar as melhores localizações possíveis para o posicionamento dos mesmos no solo, no circuito, para evitar a necessidade de levantar voo, ou aterrar, uma vez mais por entre nuvens baixas no circuito, que está localizado em terreno alto.
 
Entretanto, a Direcção de Corrida desenvolveu vários planos de contingência para dar a cada uma das três categorias o máximo de tempo de pista possível; isto pode estender-se ao longo de sábado e domingo, metade de sábado e um domingo completo, ou um programa de treinos, qualificações e corridas totalmente condensado no domingo caso as condições continuem desfavoráveis no sábado. Esperam-se significativas melhorias do tempo para domingo.
 
“A duração das sessões depende do tempo,” continuou Webb. “Fiz rascunhos de programas para todas as possibilidades para amanhã, incluindo com o início de tarde, depois da chuva da manhã que deverá abrandar por volta das 14 horas. Depende de quando as condições climatéricas nos vão permitir rodar. Vamos dar o máximo tempo de pista possível a todas as classes. Ainda não está nada decidido porque depende do tempo, mas estou a apontar para 75 minutos para o MotoGP™ e talvez um pouco menos para as outras classes. Tendo em conta o reduzido tempo de luz natural no final do dia, vamos rodar o máximo de tempo possível. Também temos um rascunho de programa para domingo; preparámos um plano possível para o caso de não conseguirmos treinar amanhã e esse deve significar 40 minutos para cada qualificação. Além disso, as equipas também propuseram uma só sessão de treinos mais longa, por oposição a duas. Temos de discutir isto com os pilotos também para garantir que concordam com esta possibilidade.”
 
“A previsão climatérica inicial, quando chegámos aqui na terça e quarta-feira, era de que o tufão que está nas proximidades estaria muito próximo e com ventos muito fortes, pelo que fizemos planos para as tendas (onde estão várias equipas no paddock) serem desmontadas e essas formações seriam transferidas para instalações sólidas. As previsões melhoraram todos os dias, pelo que não tivemos de activar esse plano. Contudo, no lugar dos ventos fortes temos agora uma base de nuvens baixa, o que é muito pior (afectando a actividade na pista). Ainda esperamos chuva forte amanhã de manhã, mas a chuva não impede o helicóptero de voar – tudo depende da visibilidade.”
 
Assim que o tempo de sábado for analisado serão revelados mais planos.
TAGS Japan

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™