Crutchlow afectado por "demasiada potência"

Sepang race reaction Crutchlow
Segunda, 14 Outubro 2013

Depois de se ter queixado de falta de velocidade de ponta no último Grande Prémio de Aragão, Cal Crutchlow admite que ele e Monster Yamaha Tech3 foram longe demais na direcção oposta em Sepang.

 

Crutchlow terminou o Grande Prémio da Malásia em sexto, acabando por perder na luta directa com Álvaro Bautista, da GO&FUN Honda Gresini. Esta foi a quinta corrida consecutiva em que Crutchlow terminou fora dos cinco primeiros.
 
“Sabemos que a nossa moto tem falta de aceleração,” disse o britânico ao motogp.com numa entrevista de vídeo. “Não devíamos estar naquela luta – devíamos estar bem mais à frente. Tivemos alguns problemas durante a corrida com (falta de) aderência traseira, motivo pelo qual andámos onde andámos.”
 
“Com toda a franqueza, tivemos potência a mais. Em Aragão não tivemos velocidade e disse-lhes para me darem mais potência, mas depois ficou a patinar. Tivemos demasiado binário, potência entre curvas e aqueceu em demasia o pneu traseiro.”
 
“Não é o estilo da Yamaha. É certo que em recta a nossa moto esteve muito melhor que em Aragão, mas de curva para curva não esteve muito bem; mas isso foi nestas temperaturas, em que temos de acalmar muito a moto. Tivesse estado mais fresco e creio que teríamos estado bem.”
 
No Campeonato de Pilotos Crutchlow mantém a quinta posição, mas Bautista está agora a 30 pontos de distância à entrada para as últimas três corridas de 2013.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™