Equipas e pilotos discutem peso combinado de 215kg na Moto2™

Moto2™ oferecido por
Teams and riders discuss Moto2™ 215kg combined weight
Sexta, 1 Março 2013

Com os dois primeiros testes de Moto2™ de 2013 já realizados e o início da época a apenas um ensaio de distância, o motogp.com falo com as equipas Marc VDS Racing Team e  Pons Tuenti HP 40 para discutir os problemas e vantagens do novo peso combinado de moto e piloto de 215kg.

 

Ambas as formações enfrentam desafios diferentes com pilotos que terão de somar o seu peso ao da moto para atingirem o limite mínimo, enquanto ambas têm nos seus alinhamentos os pilotos mais pesados que podem, potencialmente, beneficiar da regra. O chefe de equipa de Mika Kallio, Naoya Kaneko, resumiu a diferença entre os dois: “Uma espécie de vantagem para um piloto mais pesado é o facto de ter um corpo maior e de poder mover o seu peso à volta da moto para alterar o centro de gravidade para o local certo – vai para trás em travagem, dá carga à frente durante a curva – pelo que podem alterar a dinâmica do peso. Para um piloto pequeno é mais difícil fazer isso. Por isso há um aspecto positivo e outro negativo.”
 
O prórpio Kallio, que viu cerca de 10% do seu peso corporal ser adicionado à sua Kalex, comentou: “Para mim não houve grande diferença em comparação com o ano passado, mas é claro que em alguns sítios, como durante a travagem, sentimos que levamos um pouco mais de peso que no ano passado. Mas não é uma grande diferença e ainda temos de jogar um pouco com o local onde vamos colocar os pesos.”
 
Santi Mulero, chefe de mecânicos de Pol Espargaró na Tuenti HP 40, acredita que a alteração é boa, apesar de ainda pensar que um piloto mais pequeno terá vantagem: “Para ser franco, vejo-o como uma mudança positiva. Porquê? Porque é uma categoria com motores iguais para todos e condições mais ou menos iguais para pilotos diferentes o que, em teoria, coloca alguns em desvantagem.”
 
“[Mas a regra] Tem grandes desvantagens? Não. Olhemos para algumas corridas como exemplo, há casos, como Silverstone no ano passado onde o Scott [Redding], um piloto pesado, estava a lutar com o Marc [Márquez]. E quem é que terminou à frente?! O Scott. Há sempre casos especiais. Mas normalmente, e pela minha experiência, considero que o piloto mais leve tem sempre vantagem.”
 
E enquanto as motos de Tito Rabat e Axel Pons vão ter de ser adaptadas ao regulamento, Espargaró disse que isso não o deverá afectar: “Temos mais ou menos 2kg de câmaras na moto e talvez seja esse o peso que precisamos para estar no limite. Por isso para nós não é um problema. Vamos estar na mesmo como no ano passado com o mesmo peso na moto; talvez seja um problema para outros problemas, mas para nós será o mesmo.”
 
Veja a reportagem completo sobre o peso na Moto2 aqui no motog.com.
TAGS 2013

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™