Meio irmão de Rossi, Marini, preparado para Misano

marini wildcard misano
Segunda, 12 Agosto 2013

Misano pode muito bem já ser um local especial para Valentino Rossi, mas vai tornar-se ainda mais especial quando o seu meio irmão Luca Marini se estrear no Campeonato do Mundo na classe de Moto3™. O piloto da Twelve Racing, que compete com o número 97 numa FTR Honda, fala em exclusivo ao motogp.com.

 

Seis pódios e o segundo lugar da geral no Campeonato de Itália, mas falta-te uma vitória...
 
É o que me falta esta época, mas acreditamos que podemos estar na frente de todos nas duas últimas corridas em Mugello. Ainda acredito na conquista do título e, enquanto for matematicamente possível, vou continuar a tentar. Posso dar-me bem em Mugello. Uma margem de 23 pontos é muito, mas tudo é possível no motociclismo.
 
Mas não há grande diferença entre a tua moto e a Mahindra?
 
Há uma grande diferença, mas penso que encontraram algo no motor que permite mais aceleração; pelo menos foi isso que me pareceu ver em Imola. Contudo, não penso que seja um factor de extrema importância, pelo que se trabalharmos bem podemos reduzir, ou até mesmo anular a diferença em Mugello.
 
E estás oficialmente confirmado como wildcard para Misano...
 
Ainda não estamos certos sobre a participação como wildcard em Misano porque é vital garantirmos pelo menos o segundo posto no campeonato de Itália, mas a oportunidade surgiu, pelo que a notícia não me surpreendeu muito. É claro que estou contente por ir; vou para a pista com o objectivo de trabalhar bem, crescer e ficar o mais perto possível da frente. Quero ser um piloto melhor quando a corrida terminar na tarde de domingo.
 
Pode esta participação em Misano ser o abrir de porta para um lugar a tempo inteiro no Campeonato do Mundo de Moto3™?
 
Se estivermos bem em Misano pode claramente criar oportunidades no Campeonato do Mundo. Mas vai ser muito difícil, pelo que por agora é melhor dar mais importância ao campeonato de Itália em Mugello e depois veremos. Se conseguir vencer o título seria um pouco mais fácil passar para o Campeonato do Mundo, no que toca a garantir patrocinadores e boa equipa, mas primeiro temos de ter sucesso...
 
Já há alguns pilotos italiano talentosos na Moto3™…
 
Entre os italianos temos o (Romano) Fenati e o (Niccolo) Antonelli, que são ambos muito fortes, mas infelizmente de momento há grandes diferenças entre a Honda e a KTM. Contudo, com uma moto competitiva, ambos podem apresentar grandes prestações. Sou mais amigo do Niccolo apenas porque nos vemos muito, mas não sei qual dos dois é o mais forte.
 
Pode dizer-se que o teu número (97) é uma espécie de tributo ao teu meio irmão, uma vez que é quase o 46 de pernas ao ar?
 
É apenas uma coincidência. O meu pai e eu só nos demos conta disso mais tarde. Quando era pequeno tive de escolher um número; não sabia o que usar na minha primeira corrida, pelo que optei pelo 97 – fiquei com ele desde essa altura.
 
Como é a relação com o teu meio irmão?
 
A minha relação com o Valentino é fantástica, sempre foi. O que é claro é que, agora que sou mais velho, vemo-nos mais; estamos juntos dia sim, dia não, e vamos juntos ao ginásio. A relação agora é mais profunda, mas foi sempre boa.
 
Achas que ele pode voltar a lutar pelo título de MotoGP™?
 
Não sei. O Valentino pode voltar a lutar pelo título no próximo ano, isto porque esta época ele teve azar em algumas corridas. De todas as formas, se aumentar a sua consistência e tiver sorte ainda o poderá fazer.
 
Se o Valentino não conseguir prosperar este ano, quem gostarias de ver sagrar-se Campeão do Mundo?
 
O (Marc) Márquez. É um bom tipo, grande amigo do meu irmão e vê-se bem que ele é capaz de grandes coisas, tanto agora, como no futuro.
TAGS 2013

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™