Márquez acredita que não haverá sanção pelo incidente no MotorLand

Sexta, 4 Outubro 2013

O líder do Mundial de MotoGP™ diz que ficaria “surpreso” se a Direcção de Corrida o penalizasse pela ultrapassagem que fez ao companheiro de equipa Dani Pedrosa na corrida do domingo passado no GP Iveco de Aragão.

 

Marc Márquez reafirma a sua opinião sobre o incidente que teve lugar na corrida de domingo passado no MotorLand. Terminada a corrida o piloto de Lérida apressou-se a pedir desculpas ao colega de equipa, mas argumentou que o toca na RC213V de Pedrosa foi muito ligeiro, que a sua reacção de desviar-se da trajectória foi a acertada e referiu que a quebra do cabo foi um caso de azar.
 
O líder do campeonato esteve ontem na apresentação do novo centro mecânico Rodi, em Vic, e durante o evento respondeu à questão central destes últimos dias afirmando que “ficaria surpreso se fosse sancionado pela manobra.”
 
"Se voltasse a estar numa situação idêntica volta a fazer o mesmo, ia pela linha mais segura. Se não tivesse alegadamente cortado esse cabo do controlo de tracção ninguém teria dito nada,” comentou.

Márquez assegurou que está tranquilo em relação ao possível castigo que pode sair da audiência com a Direcção de Corrida na próxima quinta-feira à tarde no circuito de Sepang e na qual estará com Pedrosa e representantes da Repsol Honda Team. 
 
Márquez também revelou que falou com os seus chefes na Honda, “não do incidente, mas de como mudar a localização do cabo, pois podia ter tido comigo.”
 
“Tenho ouvido muitos comentários e algumas críticas, mas sinto-me muito apoiado,” indicou Márquez. “Ouço e analiso tudo e actuou em conformidade. Mas uma coisa tenho muito clara: sei qual é o meu objectivo, que é tentar ganhar o título de MotoGP,” assinalou o estreante.
 

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™