Conferência de imprensa de quinta-feira marca início do MotoGP™ em Motegi

press conference japan
Quinta, 24 Outubro 2013

O AirAsia Grande Prémio do Japão teve início na quinta-feira no Twin Ring Motegi, com Marc Márquez, da Repsol Honda Team, a contar com a companhia da dupla da Yamaha Factory Racing, Jorge Lorenzo e Valentino Rossi, Hiroshi Aoyama, da Avintia Blusens, do candidato ao título da Moto2™ Pol Espargaró, da Tuenti HP 40, e de Takaaki Nakagami, da Italtrans Racing Team, na conferência de imprensa de pré-evento.

 

O dia em si começou com importantes notícias para a Moto2™, com o candidato ao título Scott Redding a ser declarado apto para alinha nos primeiros treinos depois de ter fracturado o pulso esquerdo no fim-de-semana passado em Phillip Island. Ao mesmo tempo, Stefan Bradl, da LCR Honda MotoGP, recebeu luz verde para voltar à acção depois de ter partido o tornozelo direito na Malásia.
 
Márquez, que pode sagrar-se Campeão neste fim-de-semana caso some oito, ou mais, pontos que Lorenzo, disse: “Motegi será mais uma corrida e espero que seja muito melhor que Phillip Island. A motivação é muita. Vamos ter de ver o tempo, porque não parece estar muito bom, mas estou desejoso por correr aqui com uma máquina de MotoGP™. Disse, em Phillip Island, que o mais importante é conquistar o título, mas não importa quando. O Jorge está mais perto agora e fez uma boa corrida na Austrália, mas agora vemos ver como gerimos a situação. Temos duas corridas importantes, pelo que espero estar na luta pela vitória e pelo pódio.”
 
Lorenzo, cuja última vitória em Phillip Island foi a 50ª da carreira, espera continuar a ter sucesso enquanto continua a lutar pelo título, mas explicou que a sua Yamaha M1 pode ter dificuldades nas travagens fortes caso o tempo continue seco.
 
“Antes da corrida tínhamos o campeonato quase perdido,” admitiu o Campeão em relação a Phillip Island. “Com um erro do Marc e da sua equipa não ficámos com o campeonato na mão – porque ainda é muito difícil – mas temos mais uma possibilidade e temos de jogar as nossas cartas da melhor forma. O tempo pode jogar a nosso favor, ou contra. É verdade que a travagem normalmente não é o nosso ponto forte, mas temos boa velocidade em curva e aceleração. Já ganhámos aqui em Motegi no passado e este ano o tempo pode ser-nos favorável.”
 
O seu colega de equipa Valentino Rossi pode revelar-se crucial para Lorenzo lutar pelo título, especialmente com o italiano a mostrar-se em boa forma nos últimos tempos. Contudo, com um tufão nas proximidades, o múltiplo Campeão do Mundo sabe que Motegi pode ser palco de mais um conjunto de circunstâncias pouco usuais em 2013.
 
“Estamos quase no fim, com duas corridas pela frente, e este campeonato foi muito rápido para mim,” começou Rossi. “No fim-de-semana passado aconteceu de tudo e consegui um bom resultado e trabalhar bem numa corrida tão estranha. Gosto desta pista. É muito difícil e exigente para o corpo e motos, especialmente em travagem. Pode ser um problema se estiver seco, mas o tempo não parece fantástico e estão todos à espera de chuva. Vamos ter a oportunidade de rodar no molhado; penso que este ano não chove desde Le Mans, pelo que temos tido sorte toda a temporada e agora parece que vamos ter pagar um pouco por isso.”
 
Aoyama, que teve muitas lesões este ano, vai tentar apresentar forte corrida perante o seu público: “Lesionei-me no início da época e fiquei um bocado em baixo, mas estou a recuperar a confiança corrida a corrida e fisicamente melhor. É uma das minhas pistas preferidas e já aqui tive bons resultados no passado. Não é fácil com uma CRT mantermo-nos com as MotoGP™, mas quem sabe o que pode acontecer com o tempo. Veremos onde podemos terminar no domingo.”
 
Espargaró, que pode conquistar o ceptro de Moto2™ este fim-de-semana depois de ter ganho em Phillip Island, riu-se dos possíveis dramas que a chuva pode causar e sublinhou que seria melhor rodar no seco. Ao mesmo tempo mostrou contente por ver o rival ao título Scott Redding (Marc VDS Racing Team) tentar correr em Motegi.
 
“Encontrei o Scott no hotel e disse-me que está bem,” recordou Espargaró. “Sente dores no braço, mas vai tentar; isso é bom para o campeonato, para ele e para os que o apoiam. Não fiquei muito contente na Austrália porque, apesar de termos chegado a primeiro no campeonato, não foi perfeito com ele ausente, mas este desporto é perigoso, pelo que temos de ter muito cuidado; um erro pode ganhar, ou perder o Campeonato do Mundo. Foi azar para ele na Austrália, mas estou contente por o ver aqui no Japão e saber que ele vai tentar amanhã.”
 
Outro piloto da casa, Nakagami, que esteve várias vezes perto de ganhar este ano, espera encontrar o que lhe tem faltado com o apoio da casa para se impor: “É claro que esta é uma grande oportunidade. Desde antes do início da época que estou à espera de Motegi e agora estou aqui. Depois da paragem de Verão consegui quatro segundos lugares em quatro corridas e estive muito perto da minha primeira vitória. Aqui, como sempre, vou dar 200% e espero estar no pódio, talvez mesmo no topo no domingo. Veremos.”
TAGS Japan

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™