Os números do Grande Prémio Generali da Comunidade Valenciana

Quinta, 7 Novembro 2013

Os maiores números do fim-de-semana andarão à volta da luta pelo ceptro entre Marc Márquez e Jorge Lorenzo, mas há muitos outros elementos a ter em linha de conta também…

111 - A vitória de Jorge Lorenzo no Japão representou o 111º pódio do espanhol em Grandes Prémios; o mesmo número de presenças entre os três primeiros conseguido por Max Biaggi durante a sua carreira. Apenas seis outros pilotos contam com mais pódios que Lorenzo: Valentino Rossi (183), Giacomo Agostini (159), Angel Nieto (139), Dani Pedrosa (124), Phil Read (121) e Mike Hailwood (112).
 
107 - Bradley Smith tem um total de 107 quando falta disputar uma corrida esta época. Este é o maior total de pontos de sempre de um britânico na temporada de estreia no MotoGP™; o anteriores recorde de 105 pontos, na época de 2008, era detido por James Toseland.
 
51 - O triunfo de Jorge Lorenzo no Japão foi 51º da carreira de Grande Prémios. Trata-se de apenas menos um pódio que os conseguidos pelo bi-Campeão do Mundo Phill Read ao longo da carreira.
 
32 - O oitavo lugar de Dominique Aegerter no Grande Prémio do Japão, depois de partir do final da grelha, foi a 32ª presença consecutiva nos pontos. A última corrida em que ficou a zero foi quando terminou em 18º na primeira corrida da época passada, no Qatar. O único piloto nos 65 anos de história dos Grandes Prémios com sequência mais longa de resultados nos pontos na categoria intermédia é Luca Cadalora, com 34 corridas consecutivas a pontuar nas 250cc nas épocas de 1990 a 92.
 
20 - Os pilotos KTM venceram as últimas 20 corridas de Moto3™. Este é um novo recorde da mais longa sequência de vitórias consecutivas na classe de 125cc/Moto3™ por parte de um construtor. O anterior recorde era de 19 vitórias consecutivas conseguido pela Honda nas épocas de 1990/91.
 
17 - Os pilotos espanhóis venceram as últimas 17 corridas disputadas em todas as classes. Este é um novo recorde da mais longa sequência de GPs ganhos por uma nação. O anterior recorde era também detido por pilotos espanhóis e remontava à temporada de 2010, com 15 vitórias consecutivas. O último piloto não espanhol a vencer um Grande Prémio foi Scott Redding que triunfou na Moto2™ em Silverstone.
 
13 - Dani Pedrosa é o piloto com mais sucesso em circuitos espanhóis em toda a história do MotoGP™, com 13 vitórias (2 nas 125cc, 4 nas 250cc e 7 no MotoGP™), seguido de Angel Nieto com 11 (4 nas 50cc e 7 nas 125cc).
 
9 - As nove corridas de Grande Prémio que já foram disputadas este ano em Espanha foram ganhas por espanhóis, mas curiosamente ninguém conta com mais que um triunfo em casa (Jerez: Pedrosa, Rabat, Viñales; Catalunha: Lorenzo, Espargaro, Salom e Aragão: Marquez, Terol, Rins).
 
5 - Os três pilotos da classe de Moto3™ estão separados por apenas cinco pontos. Desde que o actual sistema de pontos foi introduzido em 1993, esta é mais curta margem entre os três primeiros pilotos à chegada à última corrida da época em qualquer classe dos Grandes Prémios.
 
4 - Os primeiros quatro pilotos a cruzarem a meta na corrida de MotoGP™ no Japão eram todos espanhóis. Foi a primeira vez em 65 anos de história dos Grandes Prémios que os pilotos espanhóis dominaram por completo o Top 4 da categoria rainha. A última vez que uma nação reclamou as quatro primeiras posições numa corrida de MotoGP™ foi em Mugello, em 2005, com os italianos Valentino Rossi, Max Biaggi, Loris Capirossi e Marco Melandri.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™